Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    28/06/2018

    Geddel tem atrito com agente e vai para 'solitária' na Papuda

    Ex-ministro ficará na cela especial, inicialmente, por até dez dias

    ©Ueslei Marcelino / Reuters
    O ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) foi transferido na terça (25) para uma cela em que ficará isolado na Penitenciária da Papuda, em Brasília, após suposto episódio de desacato a um agente penitenciário.

    A permanência na chamada "solitária" será inicialmente de dez dias. Depois disso, ele poderá voltar para o convívio dos demais presos.

    Durante o período de castigo, Geddel não poderá tomar banho de sol e só receberá visitas de advogados.

    Em nota, a Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal informou que o emedebista foi isolado por desrespeitar o agente durante uma revista pessoal.

    "O procedimento é adotado para todo detento que cometa falta disciplinar em estabelecimento prisional", justificou o órgão, que não deu detalhes do episódio.

    A ocorrência foi registrada na 30ª Delegacia de Polícia, em São Sebastião. O fato, segundo a secretaria, também será oficiado ao Ministério Público do DF e à Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça.

    Geddel está preso preventivamente desde setembro do ano passado, após a Polícia Federal apreender R$ 51 milhões, a ele atribuídos, num bunker em Salvador (BA).

    Ele foi denunciado por fazer parte, juntamente com outros integrantes de seu partido, de uma organização criminosa que desviava recursos de órgãos públicos e estatais, entre eles a Caixa Econômica Federal.

    A defesa do ex-ministro não respondeu a mensagem enviada pela reportagem na tarde desta quinta (28). 

    NAOM-Com informações da Folhapress.


    Imprimir