Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    01/12/2017

    PRF agradece apoio de Pedro Chaves na conquista de R$ 28 milhões para renovação da frota

    © Divulgação
    O senador Pedro Chaves (PSC) recebeu nesta sexta-feira (01), agradecimento do diretor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Renato Borges Dias, pelo empenho desempenhado juntamente com a bancada federal, na viabilização de R$ 28 milhões que serão utilizados na compra de novas viaturas. Conforme Dias, esse dinheiro servirá para renovar a frota que se encontra defasada. “Vim pessoalmente aqui em Campo Grande destacar o bom trabalho da polícia no estado. Mato Grosso do Sul é o recordista em apreensão de drogas. A polícia daqui tem sido bastante combativa apesar da falta de efetivo”, declarou o diretor da PRF. “Estamos com licitação para a compra de novas viaturas, cerca de 200 ainda neste ano. No ano que vem pretendemos comprar mais 600 e, assim, acabar com 80% do déficit de viaturas no Brasil”, completou.
    © Divulgação
    Dias comentou que o valor de R$ 28 milhões havia sido destinado por meio de emendas orçamentárias, mas não estava autorizado pela Casa Civil do Governo Federal. “A atuação da bancada federal de Mato Grosso do Sul foi de extrema importância. Com a ajuda do senador Pedro Chaves e dos outros integrantes, conseguimos converter esses valores em crédito suplementar. Ontem (quinta-feira), esse dinheiro já foi creditado”, informou.
    © Divulgação
    Ainda no encontro na sede da PRF em Campo Grande, o diretor-geral da polícia rodoviária solicitou a continuidade do empenho da bancada federal de Mato Grosso do Sul, para garantir mais recursos. “Eu louvo a Deus e agradeço à bancada por toda a ajuda que tem nos oferecido em Brasília. Peço aqui que o apoio continue para que seja concedido os R$ 100 milhões que solicitamos para melhorar a infraestrutura da PRF”, requereu Dias.

    Como é titular da Comissão Mista de Orçamento no Congresso Nacional, Pedro Chaves se comprometeu a dar o apoio necessário para que a PRF tenha ainda mais força no combate ao crime organizado, em especial, na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai, rota muito utilizada para o contrabando e o tráfico de drogas.

    “O trabalho da PRF tem sido extremamente importante para coibir o crime organizado em todo o território nacional. Temos feito grande esforço para conseguirmos os recursos necessários no sentido de equipar e estruturar essa força policial no nosso Estado.Até porque, não adianta combater o problema da droga nos morros do Rio (de Janeiro) e de grandes centros, se não blindarmos as nossas fronteiras”, destacou o senador.

    AÇÃO PRF

    No Brasil, para cobrir os mais de 70 mil quilômetros de rodovias federais, existem hoje 10.300 policiais para combater crimes como contrabando, tráfico de armas e drogas e, ainda outros crimes, como a exploração sexual de crianças. Na fronteira, o problema é mais crítico. São 23.102 quilômetros de fronteira cobertos por apenas 2 mil agentes. Das 400 unidades operacionais da Polícia Rodoviária, 99 delas ficam na fronteira do Brasil. “O trabalho da PRF no Estado tem sido excelente, apesar do baixo efetivo. Vim aqui demonstrar meu reconhecimento aos agentes que trabalham com muito empenho no combate ao crime organizado”, ressaltou Dias.
    © Divulgação
    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS