Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    06/12/2017

    'Especialista' em golpes, quadrilha fazia empréstimos em nome de terceiros

    Grupo foi preso ontem, após perseguição no Centro da Capital

    Trio preso ontem, após perseguição no Centro da Capital © Valdenir Rezende
    Especialista em aplicar golpes, a quadrilha presa pela polícia após perseguição cinematográfica no Centro de Campo Grande costumava falsificar documentos usando nomes de terceiros para fazer empréstimos e ficar com o dinheiro.

    O presos ontem são Maicon Nait Rodrigues Pereira, de 31 anos, Eliana Yara Martins de Jesus, de 53 anos, e Gabriele Ferreira de Araujo, 19 anos. Nádia Ribeiro de Jesus, 37 anos, não estava com a quadrilha no momento da perseguição, mas também foi indiciada como integrante do esquema.

    Conforme a Polícia Civil, o golpe foi descoberto depois que vítima, moradora de Dourados, descobriu que o nome dela estava sendo usado para solicitar empréstimos em Campo Grande. Com a identificação da mulher em mãos, a polícia rastreou as empresas onde a quadrilha pretendia aplicar o golpe e ontem armou o flagrante. 

    Em uma financeira na Avenida Afonso Pena, os policiais abordaram Eliana, que a princípio se apresentou com nome falso. Pressionada, a mulher acabou entregando a real identidade e confessou que era integrante da quadrilha. Ela disse à polícia que estava passando por problemas financeiros, com dois aluguéis atrasados, quando foi procurada pela sobrinha Nádia, que tinha uma proposta de 'dinheiro fácil".

    A sobrinha lhe apresentou Maicon, suposto articulador do esquema. Ele teria se apresentou com outro nome, e entregue documentos falsos à Eliana e a orientado sobre como deveria se portar no momento de solicitar o empréstimo. A mulher contou que precisou decorar os números dos documentos falsos para que o crime não fosse descoberto.

    Eliana contou ao policiais que Maicon iria buscá-la na empresa que oferece empréstimos. Foi quando a polícia abordou o veículo Cruse e iniciou a perseguição.

    Depois de invadir a contramão, atingir quatro veículos e tentar fugir a pé, o suspeito acabou preso. Ele estava com a namorada Gabriele, que no momento do flagrante também foi detida.

    Com a quadrilha, a polícia apreendeu centenas de documentos, entre eles, RG's, comprovantes de residência, cartões de credito, contratos, além de cadernos e agendas, todos falsos, além de cerca de R$ 8 mil em dinheiro. "Eles pegavam os documentos dessas pessoas e falsificavam de maneira profissional colocando a foto de comparsas, assim praticavam o golpe com facilidade", explicou o delegado Enilton Zalla.

    Dos quatro indiciados, a única que deve se livrar da prisão é Gabriele. Ela vai responder apenas por favorecimento real, crime de menor potencial ofensivo, por isso foi ouvida e liberada. Já Maicon,que continua preso, foi autuado por associação criminosa, estelionato, falsa identidade, falsificação de documento particular, homicídio tentado praticado contra agente público e resistência. Segundo a polícia, ele já tem passagens por homicídio no Estado de Goiás. 

    Eliana e a sobrinha Nádia, que está foragida, foram indiciadas por estelionato e favorecimento real. O caso continua sendo investigado.

    Fonte: CE
    Por: LUANA RODRIGUES


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS