Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 9 de novembro de 2017

    Vereadores propõe 286 emendas com Orçamento da Capital para 2018

    Maioria das propostas foi para Transporte e Urbanismo

    © Divulgação
    Encerrou nesta quinta-feira (9) o prazo para que os vereadores da Câmara de Campo Grande encaminhem emendas parlamentares para o Orçamento de 2018. Ao todo, os legisladores encaminharam 286 propostas de emendas.

    Mais da metade das emendas, 62,9%, preveem verbas para as áreas de Transporte e Urbanismo. Outras 12,2% são propostas de recursos para Educação e 9,8% para Esportes e Lazer.

    A área de Saúde ficou com 7,3% das emendas enquanto Cultura recebeu 1,7% das prioridades. Outras áreas, como Administração, Assistência Social, Agricultura, Direitos da Cidadania, e Ciência e Tecnologia, receberam os 5,6% restante das emendas.

    O relator das propostas, vereador Eduardo Romero (Rede), explica que nem todas as propostas devem ser aprovadas. “Agora deve haver uma análise para ver se há emendas repetidas. Nem todas passam”, diz.

    Segundo o relator, um relatório constando quais emendas devem ser aprovadas e retiradas de pauta deve ser apresentado à Câmara, e votado, obrigatoriamente, em duas sessões seguidas e exclusivas até o dia 22 de dezembro, quando a Câmara encerra seu expediente.

    Seguindo o rito, o parecer da Câmara é enviado ao prefeito Marquinhos Trad (PSD), que também terá poder para negar parte das propostas.

    “O desafio agora é conseguir encaixar tudo dentro do orçamento”, diz Romero. “[Isso porque] as demandas sociais aumentaram, e os recursos diminuíram”, conclui.

    Em 2016, quando os vereadores da Legislação anterior aprovaram o Orçamento de Campo Grande deste ano, haviam sido encaminhadas 673 emendas parlamentares. Dessas, apenas 78 foram aprovadas.

    Fonte: Midiamax
    por: Joaquim Padilha e Jéssica Benitez


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS