Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 9 de novembro de 2017

    "Organizações criminosas estavam presentes na campanha de 2014"

    Afirmação é de Marina Silva, provável candidata à Presidência em 2018

    © Ricardo Moraes/Reuters
    Prestes a oficializar sua terceira candidatura consecutiva à Presidência da República, agora pela Rede Sustentabilidade, Marina Silva relembrou a campanha de 2014, na qual por muito pouco não chegou ao segundo turno. À época, ela vinha bem posicionada nas pesquisas mas acabou assistindo suas chances caírem drasticamente após forte ataque promovido pela campanha de Dilma Rousseff.

    Em entrevista ao blogueiro Josias de Souza, do Uol, Marina disse que foi derrotada por uma organização criminosa.

    “As organizações criminosas estavam presentes, porque a Lava Jato está mostrando isso. Dinheiro do caixa dois, da Petrobras, dos fundos de pensão, do Banco do Brasil, de Belo Monte, da venda de medidas provisórias. O que apareceu nas investigações mostra que houve dinheiro da corrupção envolvendo as duas campanhas, tanto de quem ganhou como de quem foi para o segundo turno”, afirmou, em referência também a Aécio Neves.

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS