Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 7 de novembro de 2017

    Operação que cumpriu mandados em MS investiga pai de governador

    Dois mandados foram cumpridos em Campo Grande

    © Divulgação
    A operação da Polícia Federal (PF) que investiga fraude em licitações para compra de equipamentos médicos e que cumpriu dois mandados em Campo Grande investiga o pai do governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB).

    De acordo com a PF, em Campo Grande foram cumpridos mandados de busca e apreensão e condução coercitiva do diretor de uma empresa do ramo de equipamentos médicos. O nome do funcionário não foi divulgado pela PF.

    Segundo apurado pelo G1, o pai do governador, José Edimar Brito Miranda, teria usado a influência dele para conseguir liberação de R$ 1,6 milhão para uma das empresas investigadas, no ano de 2015.

    Só no estado do Tocantis, policiais federais prenderam 11 médicos cardiologistas suspeitos de integrarem o esquema.

    De acordo com a PF, o objetivo era a aquisição de órtese, prótese e materiais especiais de alto custo para o sistema de saúde. A operação foi realizada em Mato Grosso do Sul e mais nove estados, incluindo o Distrito Federal.

    A Justiça Federal determinou o bloqueio de mais de R$ 7,2 milhões em bens dos suspeitos. Esta é a soma do dinheiro que eles teriam recebido indevidamente, sendo que R$ 4,5 milhões se referem à propinas supostamente recebidas por médicos.

    Fonte: Midiamax
    Por: Aliny Mary Dias


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS