Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    20/11/2017

    Mulher morre após complicações em cirurgia plástica no Paraguai

    Ela morreu no Hospital Evangélico em Dourados e reacendeu discussões sobre "cirurgia barata" e os perigos da escolha de um "mau profissional" 

    © Arquivo Pessoal
    A morte de Josiane de Melo Tobias Bezerra de 38 anos de idade, por complicação de uma cirurgia plástica realizada em Pedro Juan Caballero, no Paraguai reacendeu as discussões sobre a procura no país vizinho por cirurgias plásticas consideradas baratas.

    Conforme informações da mídia de Amambai onde morava Josiane, ela teria sido submetida a uma cirurgia numa clinica paraguaia, mas teve que ser internada no Hospital Evangélico após sofrer complicações.

    Segundo informações do site Midiaflex, o cirurgião plástico douradense Carlos Augusto Ferreira Moreira, disse que muitas pessoas acabam optando por cirurgias no Paraguai por conta do preço ser menor dos praticados no Brasil.

    Conforme Carlos Augusto "quando ocorre alguma intercorrência pós-operatória, essas pacientes acabam retornando ao Brasil para tratar das complicações e ficam desamparadas do ponto de vista de assistência médica do cirurgião que realizou o procedimento, pois mesmo que o cirurgião venha ao Brasil para acompanhar essas pacientes, eles não podem atuar de maneira nenhuma caso não possuam registro profissional no nosso país".

    O médico para pra receber o título de cirurgião plástico no Brasil, além dos seis anos da Faculdade de Medicina passa por mais cinco anos de formação como cirurgião. Após este período segundo Carlos Augusto "ainda somos submetidos a testes, para aí sim sermos aceitos na Sociedade Brasileira de cirurgia plástica".

    Atualmente em Dourados, segundo Carlos atuam profissionalmente nove médicos na especialidade de cirurgia plástica aptos a realizarem procedimentos estéticos e reparadores.

    Além do baixo custo as pacientes submetidas à cirurgia no Paraguai correm o risco de infecção pelas condições das clinicas e ainda a falta de suporte hospitalar, sem contar com a procedência dos profissionais que realizam este tipo de procedimentos.

    Josiane conforme informações do jornal A Gazeta era formada em Farmacologia e Atenção Farmacêutica e pós-graduada em Farmácia Estética, é filha do ex-vereador, ex-vice-prefeito e empresário do ramo hoteleiro em Amambai, José Luiz Tobias. Ela deixa duas filhas menores.

    O site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) na internet orienta as pessoas sobre a escolha dos profissionais porque a "cirurgia plástica envolve muitas escolhas" sendo que a primeira e mais importante está na seleção do cirurgião.

    Conforme a SBCP um cirurgião plástico deve ter completado um treinamento em cirurgia de no mínimo cinco anos, sendo três deles em cirurgia plástica, estar treinando para realizar todo tipo de cirurgia plástica estar submetido a um código estrito de ética e operar em instalações médicas credenciadas.

    Fonte: ConteúdoMS


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS