Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    22/11/2017

    Marun pode tomar posse como ministro nesta tarde em Brasília

    Evento seria em conjunto com a posse de Alexandre Baldy

    Carlos Marun poderá ser empossa junto com novo ministro das Cidades © Alex Ferreira/Câmara dos Deputados
    O deputado federal, Carlos Marun (PMDB), pode tomar posse nesta tarde (22), a partir das 17h (horário de Brasília), para a função de ministro, a frente da Secretaria de Governo, responsável pela articulação política do Palácio do Planalto. A cerimônia seria feita junta com a posse do novo ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

    De acordo com o G1, o presidente Michel Temer (PMDB) inclusive mudou o horário da posse de Baldy, que antes estava marcado para às 15h30 (horário de Brasília), para que um pouco mais tarde, pudesse empossar Marun, um dos seus principais aliados, no mesmo evento.

    Segundo os bastidores, estas mudanças fazem parte da estratégia do governo federal, para conseguir aprovar a reforma da previdência, no Congresso Nacional. Com os novos ministros, tanto a bancada do PMDB, como o chamado "Centrão" iriam articular os votos que faltam para que o projeto tenha sucesso.

    O fator primordial para a escolha seria sua disposição de abdicar da campanha pela reeleição para ficar no governo, condição que o presidente Michel Temer teria colocado para a definição dos novos integrantes do alto escalão.

    Motivos - De acordo com o jornal El País, entre as razões apara escolha de Marun, está a sua fidelidade ao presidente Temer, o comportamento do deputado sul-mato-grossense na CPI da JBS, onde exerce a função de relator, além de no passado ter feito a defesa do ex-deputado Eduardo Cunha, quando enfrentava o processo de cassação.

    Entramos em contato com Marun, mas ele não atendeu as ligações. Em outra ocasião não tinha confirmado sua ida para o Palácio do Planalto, dizendo que ainda aguardava convite e que estaria à disposição do presidente (Michel) Temer.

    Fonte: campograndenews
    por: Leonardo Rocha


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS