Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 8 de novembro de 2017

    Empresários da indústria gráfica de MS conhecem novas tecnologias na Web Summit

    © Divulgação
    Diante da oportunidade para micro e pequenas empresas ganharem terreno no mercado, trocar experiências e estabelecer parcerias, empresários da indústria gráfica de Mato Grosso do Sul participam da 9ª edição da Web Summit, a maior conferência de tecnologia da Europa, que começou na segunda-feira (06/11) e termina nesta quinta-feira (09/11), em Lisboa, capital de Portugal.

    Para o presidente do Sindigraf/MS e Abigraf/MS, Julião Flaves Gaúna, as discussões apontam a tecnologia como o caminho para revolucionar negócios e facilitar a vida das pessoas. “A conferência nos apresenta possibilidades para todos os setores, indústria, serviço e comércio, e diretamente em nosso cotidiano, como na educação. O tema mobilidade também foi bastante lembrando, mostrando soluções para reduzir o tempo de ir e vir e desafogando o trânsito de grandes cidades”, exemplificou o empresário.
    © Divulgação
    Para o primeiro tesoureiro do Sindigraf/MS e primeiro vice-presidente da Abigraf/MS, Altair da Graça Cruz, a Web Summit apresenta conteúdos inspiradores que prometem ditar as próximas tendências do mundo tecnológico. “Fazer parte deste encontro tornou-se obrigatório para qualquer área da tecnologia, não só pela possibilidade de conhecer novas soluções e produtos inovadores, mas também para contribuir com esta discussão. Aqui estamos conhecendo novidades que vêm para beneficiar as pessoas no que diz respeito à mobilidade urbana, educação, casa do futuro e a indústria com muito mais agilidade na produção”, opinou.

    Sesi

    O superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, que também participa da Web Summit, afirma que vislumbrou uma série de oportunidades a serem desenvolvidas na instituição para ampliar a competitividade da indústria sul-mato-grossense. “Neste terceiro dia de evento, as reflexões foram em torno do impacto das inovações e tecnologias nas empresas e nas pessoas. Como será o futuro com tantas inovações surgindo? Como as pessoas serão afetadas? Qual o papel da inteligência artificial, da automatização? Como será a integração homem máquina? Aqui estamos vendo amplas possibilidades de aplicação de novas tecnologias na educação, na avaliação do comportamento no ambiente de trabalho”, avaliou.

    Durante o Web Summit, ocorrem cerca de 20 conferências independentes, cada uma focada em um setor diferente, de marketing a esportes, passando por moda e automóveis. A conferência é um dos principais encontros de tecnologia e inovação do mundo, reunindo representantes de gigantes da internet como Google, Microsoft, Uber, Booking, além de autoridades internacionais e ativistas. Além de rodadas de negócios, a conferência também é um espaço de debate para a relação entre políticas públicas e o desenvolvimento de tecnologia.

    Quando começou, em 2010, em Dublin, na Irlanda, contou com 400 participantes e, neste ano, são esperados 60 mil visitantes de 170 países, entre eles CEOs das maiores e empresas de tecnologia do mundo, altos executivos, e startups promissoras, que irão debater o que o futuro promete para suas áreas de atuação. Neste ano, os destaques são o ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, o CEO da Intel, Brian Krzanich, o presidente da Microsoft, Brad Smith, o CEO da Oracle, Mark Hurd, o cofundador do Tinder, Sean Rad, e o cofundador do Facebook, Dustin Moskovitz.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS