Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    20/11/2017

    Em meio à crise, Planalto contrata motoristas executivos por R$ 1,4 mi

    Empresa foi escolhida para prestação do serviço por meio de pregão eletrônico

    © DR
    A crise não tem afetado algumas mordomias do Poder Executivo. A Presidência da República, por exemplo, fechou no início de outubro deste ano um contrato de R$ 1,4 milhão para prestação de serviço de condução de veículos pertencentes à frota da Pasta. O serviço é realizado por meio de motoristas executivos. O levantamento foi realizado pela ONG Contas Abertas.

    A empresa contratada, por pregão eletrônico, foi a G&E Serviços Terceirizados. De acordo com o edital de licitação, a licitação visa propiciar a Presidência da República as condições de deslocamento de autoridades, o transporte de pessoas em serviço, a entrega de documentos e materiais em pequenas cargas visando garantir meios para que o órgão possa exercer suas funções institucionais.

    Os serviços são prestados no Distrito Federal e nas cidades do Entorno elencadas em Convenção Coletiva de Trabalho em que não há necessidade de reembolso de despesas com as viagens.

    “A contratação do serviço para a condução de veículos pertencentes à frota da Presidência da República faz-se necessária, devido à insuficiência de motoristas oficiais no quadro de servidores, necessários na operacionalização dos procedimentos quanto ao apoio das suas atividades administrativas”, diz o edital.

    Confira os itens contratados para o serviço:

    - 16 motoristas executivos, com jornada de segunda a sexta, sendo que 9h em 4 dias (das 08h às 18h) e 8h em um dia da semana (das 08h às 17h).

    - Quatro motoristas executivos, com jornada de segunda a sexta, sendo que 09h em 4 dias (das 14h às 00h) e 8h em um dia da semana (das 15h às 00h).

    - Um supervisor para serviços de motoristas executivos, com jornada de segunda a sexta, sendo que 9h em 4 dias (das 08h às 18h) e 8h em um dia da semana (das 08h às 17h).

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS