Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    27/11/2017

    Derrubou o celular na água? Veja dicas para recuperar o aparelho

    De colocar o smartphone no arroz, a secar ao sol ou usando um secador de cabelo, sugestões não faltam na internet; profissionais dizem o que funciona

    © DR
    Quando um smartphone cai na água, ele pode ter os seus componentes internos oxidados, podendo até mesmo parar de funcionar. A peça que costuma apresentar mais defeitos em contato com a água é a placa interna e, em segundo lugar, o display do smartphone. Então, qual será a melhor forma de recuperar um celular que caiu na água? Especialistas dão dicas.

    Profissionais consultados pelo site "TechTudo" são unânimes no que não fazer: tentar ligar o aparelho. O ideal, segundo eles, é desmontar o smartphone, retirando chips, cartão microSD e, principalmente, a bateria, se o aparelho permitir, e secar os componentes com um pano seco. Dar umas batidinhas para a água escorrer também ajuda.

    Colocar o celular no arroz cru funciona? 

    De acordo com os especialistas, a dica funciona. O arroz absorve a água e ajuda a remover a umidade. O ideal é pegar um pote cheio de arroz e deixar o telefone encoberto por completo por pelo menos um dia.

    Posso secar com secador ou aspirador de pó? 

    Essas ações são pouco recomendadas e exigem cuidado. Se o secador estiver muito quente, pode acabar descolando componentes internos do celular. Já o aspirador de pó pode acabar sugando botões e conectores.

    Posso colocar para secar no sol? 

    O procedimento não é recomendado. O calor do sol pode não secar o equipamento completamente e ainda acabar danificando algumas partes.

    A retirada da oxidação também pode ser feita de forma simples por alguma assistência técnica. O serviço custa entre R$ 150 e R$ 250. Entretanto, a troca de uma placa principal, por exemplo, é mais cara e, nesse caso, o conserto pode não valer a pena. Vale lembrar que quanto mais tempo o usuário demorar para levar o aparelho à assistência, menores são as possibilidades de conserto.

    Os especialistas lembram que mesmo os smartphones à prova d'água estão sujeitos a problemas se forem submersos e que vapor d'água também pode oxidar o celular. Ou seja, levar o smartphone para o banheiro na hora do banho não é uma boa ideia.

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS