Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 8 de novembro de 2017

    COSTA RICA| Benefícios para a população foram defendidos por vereadores na última sessão da Câmara Municipal

    Por meio de uma indicação, o vereador pode sugerir que um determinado órgão tome providências em relação a um assunto que interessa à comunidade
    Os vereadores de Costa Rica-MS defenderam vários pleitos que beneficiam diretamente a população do município, durante a 37ª sessão legislativa ordinária da Câmara em 2017, realizada na noite de segunda-feira (06/11).

    Por meio da indicação n° 184/2017, o vereador José Augusto Maia Vasconcellos, o Dr. Maia (DEM), pediu a construção de um quebra-molas na rua Ambrosina Paes Coelho, na altura do nº 1.720, um pouco acima da rotatória que dá acesso à rua Isa Carvalho de Sousa e à rua Maria Constância da Silva. A solicitação foi encaminhada para o Executivo Municipal.

    “Faz-se necessário colocar o redutor de velocidade naquela rua, pois ali existem nas imediações cerca de 200 moradias de 35 idosos, além de uma padaria e uma mercearia, que são frequentadas todos os dias por idosos e crianças, que vão comprar pães e leite”, justificou Dr. Maia.

    Na indicação n° 185/2017, os vereadores Antonio Divino Félix Rodrigues, o Tonin Félix (PSB), Rosângela Marçal Paes (PSB), e Waldomiro Bocalan, o Biri (PDT), solicitaram que o Executivo costarriquense disponibilize vigias para cuidarem da segurança no cemitério Divino Pai Eterno e no cemitério do Jardim Novo Horizonte, ou mesmo a instalação de câmeras de vigilância nos dois locais, caso não seja possível a contratação de vigias. Os parlamentares argumentaram que se tornaram frequentes os casos de furtos de objetos e peças de túmulos nesses dois cemitérios.

    “Tendo em vista denúncias de vários ataques de vândalos invadindo os cemitérios com a quebra de túmulos para a retirada de objetos de valores, como bronze e metais, é que apresentamos a indicação, para que o cemitério Divino Pai Eterno e o cemitério do Jardim Novo Horizonte possam ter segurança suficiente e não venham sofrer ataques de vândalos, que trazem grandes prejuízos às famílias dos entes queridos que ali foram sepultados”, argumentou o vereador Tonin Félix. Os três vereadores ainda pediram, na mesma indicação, a instalação de iluminação pública dentro dos dois cemitérios, como forma de dificultar ainda mais a ação dos criminosos.

    Biri, Rosângela Marçal e Tonin Félix também são os autores da indicação n° 186/2017, na qual os edis sugeriram que o Governo Municipal construa uma ciclovia no entorno da Cabeceira do Açude (local antes conhecido como “Buracão”), no bairro Ramez Tebet.

    “Considerando que a obra realizada, além de ser um grande desafio que é conter a erosão causada pela natureza, é ainda uma das maiores obras realizadas em nosso município, e por isso contempla muito bem uma ciclovia, que servirá como ponto de encontro de inúmeros ciclistas, bem como de toda as famílias que fazem diariamente pedaladas em nossa cidade, é que nós fizemos a indicação”, enfatizou Rosângela Marçal.

    E os 11 vereadores costarriquenses assinaram em conjunto a indicação nº 187/2017, que foi endereçada à direção da Energisa, em Campo Grande-MS. Nela, os parlamentares cobram soluções em torno do fornecimento de energia elétrica para pequenos produtores rurais da comunidade da Cabeceira da Vaca e da Chácara Bela Vista (propriedade do espólio de Jovelino Martins e Júlia Martins).

    No caso da Chácara Bela Vista, o vereador Jovenaldo Francisco dos Santos, o Juvenal da Farmácia (PSB), explicou que a área total está sendo inventariada e ainda não foi desmembrada, encontrando-se atualmente ocupada por seis produtores, que não conseguem uma ligação com a rede elétrica e estão sem luz em suas propriedades.

    “Tem várias pessoas que adquiriram um pedaço de terra ali, uma hectare mais ou menos, cada um. E eles estão tendo dificuldade de implantar a energia lá, porque era uma fazenda só e tem apenas um ponto de ligação com a rede elétrica. Agora nós temos que achar uma solução, até porque está em inventário, que demora muitos anos para terminar. Então, a gente tem que buscar uma solução do problema junto à Energisa”, salientou Juvenal da Farmácia.

    O vereador Rayner Moraes Santos (PR) também lembrou que pequenos produtores rurais da região da Cabeceira da Vaca estão enfrentando problemas parecidos com aqueles citados por Juvenal da Farmácia. “A gente tem que fazer gestão junto à Energisa, se possível em Campo Grande também e tentar amenizar o sofrimento dessas famílias”, finalizou o parlamentar.

    Na Câmara Municipal de Costa Rica, além de propor, analisar e aprovar projetos de leis, cada vereador também pode sugerir que um determinado órgão tome providências em relação a um assunto que interessa à comunidade. Esse tipo de recomendação é feita por meio de um documento oficial do Poder Legislativo, chamado indicação.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Ademilson Lopes


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS