Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    23/11/2017

    Com apoio de João Grandão , Capital recebe 1ª feira estadual da Reforma Agrária

    © Divulgação
    Campo Grande recebe até sábado, dia 25, na Praça Ary Coelho, a 1ª Feira Estadual da Reforma Agrária, que oferece ao público alimentos saudáveis cultivados em acampamentos e assentamentos de Mato Grosso do Sul. O evento é organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra e tem o apoio do Deputado Estadual João Grandão, que é um autêntico defensor da Agricultura Familiar.

    Durante a abertura do evento, nesta quinta-feira (23), o deputado João Grandão parabenizou a organização do evento e o compromisso de produzir alimentos com qualidade. “Essa feira demonstra que a Reforma Agrária é viável, que a Reforma Agrária promove a inclusão, permite que permaneçam no campo e produzam alimentos saudáveis.”, declarou

    A feira é abastecida com artigos produzidos em 30 assentamentos e acampamentos de MST em Mato Grosso do Sul – incluindo alimentos orgânicos e não orgânicos, mas todos provenientes do modelo familiar de produção agrícola. Aproximadamente 350 pessoas participam do evento.

    Há açúcar, geleias, vinhos, cachaças e cafés, entre outros. Melancia, mandioca, abobrinha, mel, doces caseiros e uma série de alimentos sadios, limpos, cultivados sem agrotóxicos e com preços compensadores. A ideia é tornar os alimentos orgânicos e da agricultura familiar mais acessíveis à população, buscando cumprir um dos objetivos da Reforma Agrária: Dialogar com a população das cidades, a partir da produção de alimentos saudáveis em transição agroecológica.

    A Feira Estadual da Reforma Agrária, além da comercialização de produtos, contará com culinária da terra, debates sobre alimentação saudável, agroecologia e apresentações artísticas de todo estado. Uma das atrações é o grupo Sampri.

    Defensor da Agricultura Familiar

    Em 2003, quando deputado federal, não apenas exerceu a relatoria como foi o responsável pela introdução do Artigo 19 do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que estabelece a compra, por parte do Governo Federal, diretamente dos agricultores familiares, assentados da Reforma Agrária, Comunidades Indígenas e demais povos e comunidades tradicionais para a formação de estoques estratégicos e distribuição à população em maior vulnerabilidade social.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS