Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 14 de novembro de 2017

    Casa no Damha II também foi alvo de operação Papiros de Lama

    Operação São cumpre dois mandados de prisão, seis de condução coercitiva, 24 mandados de busca e apreensão

    Viatura da Polícia Federal e Receita Federal durante ação em condomínio (Foto: Direto das Ruas)
    Uma residência do condomínio de alto padrão Damha II também foi um dos endereços alvo da 5ª fase da Operação Lama Asfáltica, chamada de Papiros de Lama.

    A ação foi desencadeada na manhã desta terça-feira (14), pela Polícia Federal e Receita Federal. Os principais alvos são o ex-governador do Estado André Puccinelli e o filho dele, o advogado André Puccinelli Junior. Os dois foram levados para a sede da PF.

    A administração do condomínio de casas de luxo confirmou que viaturas estiveram no local nas primeiras horas desta manhã. Porém, não revelou qual é o morador investigado. A justificativa do sigilo, segundo o administrativo seria um regime interno do condomínio.

    Uma coletiva às 10 horas na sede da PF deve explicar os detalhes da atual fase. Por enquanto, o que se sabe é que a apuração apontou R$ 235 milhões de prejuízo, entre desvios e pagamento de propina.

    São cumpridos dois mandados de prisão, seis de condução coercitiva, 24 mandados de busca e apreensão, além do sequestro de valores nas contas bancárias de pessoas físicas e empresas investigadas.

    A reportagem também apurou que há policiais na casa de João Amorim, empreiteiro já conhecido e alvo de outras investigações da Lama Asfáltica.

    Fonte: campograndenews
    por: Guilherme Henri e Geisy Garnes


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS