Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    23/11/2017

    Águas Guariroba recebe mostra étnico-racial da Escola Estadual Joaquim Murtinho e oficina de turbantes

    © Divulgação
    Prosseguindo com a programação da Semana da Consciência Negra, a Águas Guariroba recebeu o projeto de diversidade étnico-racial e cultural da Escola Estadual Joaquim Murtinho. No projeto há apresentações de teatro, dança, poesia, pinturas corporais e performances artísticas sobre a cultura afro e indígena.

    “Estamos há dez anos com esse trabalho, espero que tenham gostado, é o resultado de muita pesquisa e esforço dos alunos. É a prova de que os jovens precisam do acesso e incentivo à cultura, para poderem criar e produzir” comentou o professor e coordenador do projeto Izadir Francisco de Oliveira.

    O evento iniciou com a declamação da poesia “Canto de ninar de mãe preta”, que conta as angústias de uma mãe escrava, e apresentação de dança em homenagem aos indígenas.

    A experiência de um navio negreiro, junto a uma peça de teatro, que os alunos proporcionaram na atividade, impressionou quem passou por ali. De olhos vendados, os visitantes do “navio” experimentaram por alguns minutos como eram condições de vida dos negros escravizados. “Eles conseguiram recriar muito bem a realidade da escravidão, senti muita angústia”, disse a coordenadora jurídica Olívia Borges.

    O projeto não impactou apenas os colaboradores da concessionária, a aluna Larissa de Oliveira, que já participa há 2 anos da produção das atividades, não poupou elogios: “A gente vai acabando com o próprio preconceito para poder trabalhar isso nas pessoas, com respeito, e abrindo a cabeça”.

    Oficina de turbantes

    Hoje (23) uma oficina de turbantes coloriu a loja de atendimento da Águas Guariroba, no centro, com o projeto “Afro Turbantes”, da ativista pelos direitos dos negros Ângela Vanessa Epifânio.

    “Com o uso do turbante reafirmamos uma forma de resistência e ancestralidade, sendo seu uso um ato político que valoriza a mulher negra”, afirmou a ativista. 

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS