Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 16 de outubro de 2017

    Senado cogita adiar decisão sobre afastamento de Aécio

    Parlamentares se preocupam com uma possível diminuição das chances de Aécio se salvar

    © DR
    Líderes do Senado não descartam a possibilidade de adiar a decisão sobre o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), marcada para esta terça-feira (17). A perda do apoio da bancada petista e uma liminar da Justiça de Brasília que determina que a votação seja aberta estão fazendo aliados repensarem a data.

    Parlamentares se preocupam com uma possível diminuição das chances de Aécio se salvar. Se a votação fosse secreta, a esperança dos aliados era que o senador pudesse ter votos até mesmo na oposição. No cenário atual, a votação promete ser apertada.

    "O placar será apertadíssimo. Acho que ele ganha, mas bem apertado. O voto aberto afugenta o PT, mas também parte do PMDB", disse um dos aliados de Aécio ao "O Globo".

    Nesta segunda-feira (16), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) deve entrar com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir que será respeitada a decisão da Justiça Federal de Brasília de que a votação não poderá ser secreta.

    "A regra da Constituição é clara: o voto neste caso tem que ser aberto, claro e transparente", disse Rodrigues, que também criticou o possível adiamento da sessão. "Mesmo sob a minha divergência, o STF definiu que cabe a nós decidirmos sobre a situação do senador Aécio. Não há razão alguma para esse tema ser postergado", concluiu.

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS