Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 25 de outubro de 2017

    Projeto de Renato Câmara pode tornar o Ipê amarelo árvore símbolo de MS

    Proposta do deputado Renato Câmara pretende utilizar o ipê-amarelo como símbolo para divulgar as belezas e características botânicas de Mato Grosso do Sul © Toninho Souza
    Além da qualidade, beleza e robustez da madeira, o Ipê amarelo se destaca em todo o Estado pelo espetáculo de sua floração, o que a coloca entre as árvores preferidas nos projetos paisagísticos. Toda essa exuberância pode transformar a espécie em árvore símbolo de Mato Grosso do Sul, caso o projeto de lei apresentado na manhã desta quarta-feira (25) seja aprovado.

    A proposta é de autoria do deputado Renato Câmara (PMDB), que também propôs que a Guavira se tornasse fruto símbolo do Estado. A árvore escolhida deverá ser empregada e documentos oficiais, imagens publicitárias e peças de comunicação visual quando o Estado tiver o propósito de divulgar as belezas e características botânicas de Mato Grosso do Sul.

    “A proposta faz uma justa homenagem a esse recurso natural tão valorizado pelos nossos cidadãos e ainda representa um estímulo à sua preservação”, afirmou o deputado Câmara. O projeto segue para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), antes de ser apreciada pelo plenário.

    O IPÊ

    Do gênero Bignoniaceae e das espécies Tabebuia impetiginosa e heptaphylla, o ipê é uma flor nativa. Ocorre naturalmente nos estados de Mato Grosso do Sul, oeste da Bahia, no Espírito Santo, Minas, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

    Em Mato Grosso do Sul, a forte presença do Ipê é justificada pelo fato do Estado estar localizada entre a linha da Mata Atlântica e cerrado. No Pantanal existem verdadeiras florestas de ipês. O ipê amarelo é símbolo do Brasil. É a espécie mais utilizada em paisagismo. Durante o inverno, as folhas caem e a árvore fica completamente despida. No início da primavera, entretanto, ela cobre-se inteiramente com sua floração amarela, dando origem ao famoso espetáculo do ipê-amarelo florido. Quanto mais frio e seco for o inverno, maior será a intensidade da florada.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Henrique de Matos


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS