Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 25 de outubro de 2017

    PONTA PORÃ| Em reunião com vereadores, Prefeitura promete reduzir valores da Taxa do Lixo

    Vereadores receberam equipe técnica da Prefeitura para debater forma mais justa da cobrança da Taxa do Lixo em Ponta Porã © Divulgação
    Um dos desejos da população de Ponta Porã, a redução dos valores cobrados na Taxa da Coleta de Lixo, deverá ser atendido em pouco tempo. É o que foi demonstrado numa reunião realizada na tarde desta quarta-feira, 25 de outubro, na Câmara Municipal.

    Os vereadores receberam uma equipe da Prefeitura que veio expor detalhes dos primeiros estudos técnicos que vão nortear um projeto a ser encaminhado oportunamente para o Poder Legislativo Municipal definindo novos valores a serem cobrados. 
    © Divulgação
    Os estudos técnicos ainda não foram concluídos, porém já está definido que haverá redução. “Estamos aqui para apresentar aos senhores e senhoras vereadores algumas informações sobre este assunto que é de grande importância. Fazer a cobrança de forma justa, com valores dentro da realidade é o grande objetivo do prefeito, Hélio Peluffo, que determinou a realização deste estudo técnico. Em respeito a esta Casa, viemos apresentar os primeiros dados e também queremos contar com a participação dos parlamentares que terão voz ativa na elaboração da proposta final que vai assegurar a redução no valor da taxa”, garantiu o secretário de Governo e Comunicação, Eduardo Campos.

    Uma equipe técnica contratada pela Prefeitura expôs dados importantes sobre a forma de cálculo que será adotada para definição dos novos valores da Taxa. Dentre os critérios está a média de consumo de água e luz de cada família. Os dados foram coletados junto às empresas que fornecem energia e água no município e também numa pesquisa de campo em que, por amostragem, os técnicos recolheram informações valiosas para ajudar neste trabalho. 
    © Divulgação
    Uma das propostas é a criação da tarifa social, cobrança de valor mínimo para famílias de baixa renda. Outra medida será cobrar de quem ainda não paga a Taxa. Em sua maioria, são estabelecimentos que possuem o próprio fornecimento de água e, portanto, não recebem a cobrança da Taxa que vem embutida na fatura da Sanesul.

    “O que importa para nós, vereadores, é que ocorra a redução no valor cobrado. Queremos que a população seja beneficiada, com adoção por parte da Prefeitura, de critérios justos de cobrança. Coisa que não existe hoje. Há casos em que famílias de baixa renda pagam até R$ 40 por mês pela coleta do lixo. Um valor absurdo”, enfatizou o presidente da Câmara Municipal, Otaviano Cardoso.

    Ele agradeceu, em nome dos colegas, a visita da equipe da Prefeitura para debater este assunto de fundamental interesse da população: “os moradores nos cobram diariamente esta medida. E assumimos em campanha eleitoral o compromisso de trabalhar para reduzir os valores que hoje são muito altos e, em muitos casos, injustos”, complementou o presidente.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS