Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 27 de outubro de 2017

    Michel Temer deve ser internado mais uma vez, diz colunista

    É a segunda internação em três dias, dessa vez para a realização de uma bateria de exames, após ele sofrer uma obstrução urológica

    © Reuters / Adriano Machado
    Após passar mal no Palácio do Planalto, na manhã da última quarta-feira (25), o presidente da República, Michel Temer, pode voltar a ser internado, entre a noite desta sexta-feira (27) e o sábado de manhã (28), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para a realização de uma bateria de exames.

    A informação foi divulgada pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, e ainda não foi confirmada pela assessoria do Planalto.

    Ontem (26), depois de repousar durante a manhã, na companhia da família, Temer voltou ao trabalho, no início da tarde.

    Na quarta (25), o presidente foi submetido a uma sondagem vesical, realizada no Hospital Militar de Área de Brasília (DF).

    A sondagem vesical é a introdução de um cateter, por meio da uretra até a bexiga, com o objetivo de drenar a urina.

    No mesmo dia em que a Câmara votaria a denúncia contra ele, o peemedebista sentiu um desconforto e, após avaliação no departamento médico do Palácio do Planalto, foi constatada uma obstrução urológica.

    O presidente, então, seguiu para a unidade de saúde, a fim de realizar exames e de receber o devido tratamento. As informações foram divulgadas pela assessoria do governo. Temer foi liberado pela equipe médica ainda na quarta, por volta das 20h.

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS