Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    02/10/2017

    LÍNGUA PORTUGUESA - Professor Fernando Marques



    Dicas de português - Parte 7

    Erronias gramaticais e formas corretas. Exemplos:

    Aja paciência! - essa está grafada erroneamente porque o verbo adequado para essa frase é haver. Portanto, a forma correta é: haja paciência!
    Aja advém do verbo agir! Por conseguinte, sem a letra “h” e pode ser aplicado nos seguintes exemplos:
    Aja com determinação!
    Aja com paciência!
    Aja com inteligência!
    Aja inteligentemente!
    Aja com sabedoria!

    A partir de - essa forma está correta! Todavia, erra terrivelmente quem grafa “à partir de”.  Não deverá haver acentuação indicativa de crase no “a” que antecede verbo.
    Exemplos de formas erradas:
    Abriremos à partir das 12:00
    À partir do mês de Novembro atenderemos 24 hs por dias, sete dias por semana.
    À partir das 22:30 hs atenderemos na R: Gal. Osório, no 1.230
    Formas corretas:
    Abriremos a partir das 12h.
    A partir do mês de novembro, atenderemos 24h.
    A partir das 22h30 atenderemos na Rua Gen. Osório, 1230
     O erro evidencia o baixo nível de conhecimento gramatical de todos os responsáveis pela empresa, ou instituição, incluindo os empregados, funcionários ou servidores.

    A vista – essa é a forma correta para alguém informar a condição de pagamento. Não deverá haver acentuação indicativa de crase (à vista), porque não há pagamento ao prazo, e sim a prazo. Portanto, corretamente, há venda a vista.
    Erra grosseiramente que grava: venda à prazo!
    No caso acima, a palavra “prazo” é masculina e não admite o “a” com acentuação indicativa de crase. Esse terrível erro compromete a imagem da empresa e evidencia o baixo nível de conhecimento gramatical do proprietário, do gerente e dos demais funcionários do estabelecimento no qual houver a equivocada informação.

    Aumentar os lucros - essa é a forma correta. Porém, erra quem diz ou escreve “aumentar ainda mais os lucros; aumentar mais os tributos; aumentar muito as multas; aumentar muito mais o índice de violência”.
    Havendo aumento, obviamente, será sempre para mais; nunca para menos! 
    Não se aumento muito nem pouco: apenas aumenta-se! Basta raciocinar para evitar a redundância!

    Continua na próxima semana!


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS