Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 16 de outubro de 2017

    Investimentos em infraestrutura promovem integração de Maracaju

    O governador Reinaldo Azambuja durante inspeção de obras da Sanesul em Maracaju (Foto: Edemir Rodrigues)
    Obras de pavimentação da MS-460, recuperação do pavimento de 71 m² de vias urbanas e construção de pontes. São investimentos feitos pela gestão estadual para promover a integração de Maracaju, onde há recursos investidos também na ampliação do esgotamento sanitário e na infraestrutura urbana, diz balanço divulgado pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos).

    Na MS-460, no Distrito de Água Fria, a obra contempla trecho de 49 quilômetros e vem sendo executada em duas frentes de trabalho. Após concluída, irá promover a integração da região e beneficiar diretamente 222 famílias de pequenos produtores do Assentamento Santa Guilhermina.

    A integração asfáltica da Água Fria com os dois eixos rodoviários reduzirá em quase 80 quilômetros a distância que os caminhões percorrem para escoar a produção do assentamento até Maracaju.

    Nas vias urbanas, o recapeamento com recursos do governo atingirá 71 mil metros quadrados. Somente na Rua Joaquim Ferreira Azambuja no prolongamento da saída do município para a Capital foram 5,8 mil metros de pavimento. As obras de infraestrutura urbana vão contemplar as avenidas Marechal Deodoro (entre as ruas Benjamin Constant e Franklin Pereira Ribeiro); Mario Corrêa (entre as ruas Apa e Perimetral Airton Senna Da Silva); e Marechal Floriano (entre a rodovia Minianel e a Rua Dois).

    Com 44.994 habitantes, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade recebeu também - por meio de parceria e com recursos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) - obras para construção de uma estação de tratamento de esgoto que tratará uma quantidade cinco vezes maior que a já existente. A expectativa da Empresa de Saneamento é que a obra atenda às necessidades da população pelas próximas duas décadas.

    Em junho deste ano, o governador Reinaldo Azambuja entregou uma ponte de concreto armado com 20 metros de extensão sobre o Córrego Turvo, na MS-166, em trecho que faz a ligação das rodovias federais BR-060 e BR-267. Outra travessia está prevista para ser construída sobre o Córrego Santo Antônio, com 12 metros de extensão na estrada vicinal que é o prolongamento da rua Valfrido de Moraes Ribeiro.

    Na habitação, por meio da parceria do Estado com a prefeitura e Governo Federal, 210 unidades habitacionais foram entregues no Loteamento Olídia Rocha II e estão em execução 23 unidades na Comunidade Quilombola São Miguel, além de outras dez para substituição a habitações precárias. Também será construído auditório com capacidade para 400 pessoas na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).

    Há ainda recursos estaduais investidos na reconstrução do Centro Cultural; na nova maternidade do Hospital Soriano Corrêa e em equipamentos para pronto socorro reforçando o atendimento em saúde.

    Fonte: campograndenews
    por: Paulo Nonato de Souza


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS