Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    10/10/2017

    Em evento na Fiems, Saito falou sobre impactos do FCO na geração de empregos

    FCO Rural: Recursos do BB aplicados em 2017 superam 98% resultados de 2016

    Mauricio Saito © Divulgação
    O presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, participou do Dia do FCO Empresarial, evento realizado nesta segunda-feira (09), na sede da Casa da Indústria, com representantes dos setores produtivos.

    A iniciativa é uma realização da Famasul, Fiems, Fecomercio, Amems, Sebrae/MS, Banco do Brasil e Semagro, com a finalidade de apresentar os montantes ainda disponíveis do FCO – Fundo Constitucional do Centro-Oeste, em Mato Grosso do Sul, assim como o detalhamento das linhas de crédito. 

    Durante o encontro, Saito falou sobre o desempenho do agro em relação à aplicação financeira. “Os recursos do FCO Rural, no período de janeiro a setembro deste ano, somaram R$ 919 milhões, com alta de 98,2%, quando comparado ao igual período de 2016”.

    Os efeitos, na avaliação do presidente, vão além da catalisação do potencial produtivo, gerando emprego no Agro de Mato Grosso do Sul. “Essas contratações refletem no mercado de trabalho, com a geração de 81.356 postos, sendo 29.615 diretos e 51.741 indiretos”.

    Para o presidente da Fiems, Sergio Logen, o evento visa mostrar o andamento das contratações do Fundo. “Ano a ano superamos os investimentos desse recurso, que é constitucional. Trata-se de uma ferramenta que vem sendo moldada, principalmente, para o setor empresarial”.

    Sobre o avanço do acesso à aplicação, o presidente da Faems, Alfredo Zauith, destacou: “O empresário precisa se engajar. O Banco do Brasil conseguiu, depois de uma luta árdua, aplicar o FCO em todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul”.

    O presidente da Fecomercio, Edison Araújo, salientou que os recursos alavancam o setor produtivo de MS. “Queremos menos burocracia para acessar esses produtos”. 

    Em seguida, o diretor-superintendente do Sebrae, Claudio Mendonça, afirmou que os empresários precisam investir em gestão ao contratar esse tipo de crédito. “Acreditamos que a economia está melhorando e hoje temos condições de investir, mas com consciência e planejamento”.

    O diretor de Agronegócios do BB, Marco Túlio Moraes da Costa, explicou que o evento na Casa da Indústria é uma prestação de contas aos setores econômicos do Estado, assim como uma oportunidade de apresentar os números, desafios e oportunidades sobre as operações de crédito, ainda no ano de 2017.

    “A velocidade da aplicação tem sido maior que no ano passado. Aplicamos em agosto, por exemplo, o volume total de 2016. Temos o desafio de chegar a R$ 2 bilhões”.

    Durante o evento, o superintendente estadual do Banco do Brasil, Gláucio Zanettin Fernandes, ministrou uma palestra destacando que a as contratações de recursos somaram, até setembro, R$ 1,36 bilhão em Mato Grosso do Sul, valor equivalente a 58% do orçamento de 2017, de R$ 2,338 bilhões.

    “São R$ 901 milhões no Rural e R$ 463 milhões no empresarial. Em Mato Grosso do Sul, foram realizadas ao longo deste ano 20 caravanas, 13 eventos específicos sobre energia fotovoltaica e 8 sobre irrigação e armazenagem”.

    O secretário Jaime Verruck explica que mudanças que facilitam a contratação de crédito foram aprovadas no Conselho Deliberativo do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (Condel/FCO) e vão entrar em vigor ainda nesta semana. Entre as principais mudanças está a flexibilização do capital de giro para investimentos.

    “O nosso foco é conseguir aplicar até 100% dos R$ 2,3 bilhões disponíveis para esse ano. Hoje o FCO é o juros mais competitivo que temos no mercado e com esse recurso as empresas geram investimento, emprego e rende e desenvolvimento para Mato Grosso do Sul”.

    Além das autoridades citadas, estiveram presentes no evento, o deputado estadual Paulo Correa. Mauricio Saito foi acompanhado do superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Carla Gavilan e Ana Brito


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS