Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 26 de outubro de 2017

    COSTA RICA| Município inicia Arrastão de Limpeza no Combate ao Aedes Aegypti e equipe de Controle de Vetores convoca população para participar

    © Francisco Rodrigues
    O Governo de Costa Rica – MS por meio da Secretaria Municipal de Saúde iniciou na última segunda-feira, 23 de outubro de 2017, o Arrastão de Limpeza no Combate ao mosquito Aedes Aegypti em todos os bairros da cidade e distrito da Lage.

    A ação que teve início na manhã de segunda-feira contou com a presença do vice-prefeito Roberto Rodrigues no ato representando o prefeito Waldeli dos Santos Rosa, da secretária de Saúde Adriana Tobal e de toda a equipe do Controle de Vetores que na oportunidade convocou a população para participar e ser voluntária desse importante arrastão em benefício da saúde do povo costarriquense.

    “É importante que possa haver um compromisso de todos os moradores para que pelo menos uma vez por semana seja feita uma mobilização, uma faxina geral nas residências, para não deixar nenhum criadouro, para que esse mosquito possa nascer. E os criadouros do mosquito são qualquer porção de água que possa ser acumulada e ficar parada. Então nós só teremos sucesso nessa ação se todos nós chamarmos a nós mesmos a responsabilidade de combater esse mosquito exterminando os seus nascedouros”, enfatizou o vice-prefeito.

    Adriana Tobal explica que o arrastão auxilia em grande parte para o controle do mosquito na cidade. Ela coloca a Secretaria Municipal de Saúde à disposição para qualquer orientação. “Pedimos a toda população para que deixe os agentes entrarem nas casas e terrenos. Precisamos recolher todo material que tenha acúmulo de água para que o mosquito não se prolifere”. 

    “Nosso objetivo é eliminar o maior número de criadouros para evitar que tenhamos casos de dengue em nossa cidade. O arrastão estará recolhendo todo tipo de material que possa servir de criadouro do mosquito Aedes aegypti. Aquele imóvel cuja sujeira esteja em demasia será notificado pelos agentes e os reincidentes serão multados conforme Art.13 da Lei Municipal N°1.232/2015”, complementa o coordenador do Controle de Vetores, Geandro Almeida.

    Denúncias de locais que possam servir de potenciais criadouros do mosquito Aedes Aegypti podem ser feitas através do telefone (67) 3247 7017. A Secretaria Municipal de Saúde garante o sigilo absoluto.


    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS