Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 4 de outubro de 2017

    APARECIDA DO TABOADO| Prefeitura realiza companha “Outubro Rosa” com exames de prevenção

    Os postos de saúde atenderão a campanha, de forma programada, a partir de segunda-feira, 09, das 19h às 21h

    © Divulgação
    A Prefeitura de Aparecida do Taboado iniciará a campanha “Outubro Rosa” em todas as Unidades de Saúde do município com exames de prevenção que iniciam no dia 09 e encerram no dia 23 de outubro.

    Serão realizados exames para atender a campanha de Prevenção do Câncer de Mama e do Colo do Útero. A ação ocorrerá de forma programada, das 19h às 21h, nas Unidades Básicas de Saúde da Família. Além destes exames, os postos também farão consultas odontológicas e atendimentos médicos e de enfermagem.

    Cada UBSF terá uma data para atendimento. No dia 09, estarão em funcionamento as UBSF’s Vila Pereira, Jardim do Lago e Vila Barbosa. No dia 17, os atendimentos ocorrerão na UBSF Jardim das Flores; no dia 19, na ESF (Estratégia de Saúde da Família) Central (Postão); no dia 23, na UBSF São Jerônimo.

    De acordo com a coordenadora da Saúde da Família, Cintia Lalucci, o trabalho de prevenção é crucial para a detecção de ambas as doenças.

    O Câncer de Mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

    Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico.

    Já o câncer do colo do útero, também chamado de cervical, é causado pela infecção persistente por alguns tipos (chamados oncogênicos) do Papilomavírus Humano (HPV). “A prevenção primária do câncer do colo do útero está relacionada à diminuição do risco de contágio pelo HPV. A transmissão da infecção pelo HPV ocorre por via sexual, presumidamente através de abrasões microscópicas na mucosa ou na pele da região anogenital”, explicou.

    A infecção genital por este vírus é muito frequente e não causa doença na maioria das vezes. Entretanto, em alguns casos, podem ocorrer alterações celulares que poderão evoluir para o câncer. Estas alterações das células são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolau), e são curáveis na quase totalidade dos casos. Por isso é importante a realização periódica deste exame.

    O Câncer de Colo do Útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina, atrás do câncer de mama e do colorretal, e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS