Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 5 de setembro de 2017

    Projeto de lei que proíbe celular em UTIs é aprovado

    Multa a ser estipulada será revertida ao Fundo Estadual de Saúde

    Presidente Júnior Mochi e o autor da matéria, deputado Márcio Fernandes © Victor Chileno/ALMS
    Projeto de lei que proíbe a utilização de aparelhos celulares em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) neonatais foi aprovado hoje, na Assembleia Legislativa. O autor da matéria, deputado Márcio Fernandes (PMDB), apresentou pesquisa americana comprovando que o celular é tão sujo quanto sola de sapato. 

    O parlamentar defende a conscientização dos perigos ocasionados pela transmissão de bactérias e germes em UTIs por meio do manuseio de aparelhos celulares.

    “Aí que mora o perigo, pois ao manusear bebês, que não têm imunidade, eles podem vir a óbito por causa da contaminação”, ratificou Márcio. 

    O descumprimento estabelecido poderá resultar em multa que será revertida em favor do Fundo Estadual de Saúde e caberá ao poder Executivo Estadual, por meio da Secretária Estadual de Saúde, fiscalizar o cumprimento da lei.

    Fonte: Midiamax
    Por: Izabela Jornada


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS