Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 22 de setembro de 2017

    MEC autoriza 1º curso superior da Faculdade de Tecnologia do Senai de Dourados

    © Divulgação
    A FatecSenai Dourados (Faculdade de Tecnologia do Senai de Dourados) foi autorizada pelo MEC (Ministério da Educação) a oferecer o primeiro curso superior de graduação da instituição. Trata-se do curso de Tecnólogo em Automação Industrial, que teve a portaria normativa de autorização publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (20/09).

    Segundo o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, esse é o primeiro curso de Ensino Superior oferecido pela instituição em Dourados e as aulas terão início a partir de fevereiro de 2018. “Uma vez já autorizada, o edital de oferta será publicado no fim do ano, com o início das aulas em fevereiro de 2018”, informou.

    Jesner Escandolhero acrescenta que a expansão da oferta do Ensino Superior é um dos desafios a curto prazo assumido dentro do planejamento do Senai em Mato Grosso do Sul. “Portanto, além de Campo Grande, que já tem uma atuação consolidada, e agora Dourados, que inicia a oferta de curso superior já em 2018, essa expansão passa por mais duas faculdades no Estado e todas elas no interior, sendo Três Lagoas e Corumbá”, afirmou.

    Ele ainda reforça que a portaria normativa publicada pelo MEC reconhece o trabalho desenvolvido pelo Senai de Mato Grosso do Sul. “Todo o trabalho realizado na questão da estruturação é agora coroado com a publicação da portaria. Ao reconhecer e autorizar o curso superior de Tecnólogo em Automação Industrial, o Ministério nos faz perseguir ainda mais esse desafio que é a expansão do Ensino Superior para outras unidades do Senai no Estado”, completou.

    Novo mercado

    A gerente de educação do Senai, Dagmar Tavares Viana, destaca que o curso superior de Tecnólogo em Automação Industrial vem para atender às necessidades das indústrias da região de Dourados, basicamente voltadas para o segmento de alimentos e bebidas. “O município já conta com o IST Alimentos e Bebidas (Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos e Bebidas) e agora o curso superior vem para somar ainda mais com esse desejo que temos de nos fortalecer na região como referência na formação de profissionais que são necessários para a indústria de alimentos e bebidas”, declarou.

    Dagmar Tavares Viana também adiantou que o Senai já tem uma programação de ampliação da oferta de cursos do Ensino Superior para os próximos três anos. “Para nós esse é um momento muito importante, estamos entrando em uma esfera extremamente valiosa. Temos agora mais uma faculdade do Senai em Mato Grosso do Sul, além da FatecSenai Campo Grande, e o nosso objetivo é crescer ainda mais no que diz respeito ao Ensino Superior no Estado e, com isso, atender melhor a indústria”, reforçou.

    Para o gerente do Senai de Dourados, Yashi Sakimoto de Miranda, a autorização do MEC representa uma mudança significativa com relação às ofertas de cursos pela instituição. “A partir de agora começaremos a oferecer um curso de graduação em Ensino Superior, algo que até então não estávamos aptos. Essa portaria é um divisor de águas para nós e estamos muito satisfeitos porque reconhece o nosso trabalho e possibilita um melhor atendimento às indústrias”, finalizou.

    Sobre o curso

    O curso superior de Tecnologia em Automação Industrial tem por objetivo promover a formação de profissionais capazes de manter, implementar, desenvolver e otimizar sistemas de controle e automação, respeitando procedimentos e normas técnicas, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente. O tecnólogo em Automação Industrial é um profissional a serviço da modernização das técnicas de produção utilizadas no setor industrial, atuando no planejamento, instalação e supervisão de sistemas de integração e automação.

    Esse profissional atua na automatização dos chamados “processos contínuos”, que envolvem a transformação ininterrupta de materiais, por meio de operações biofisicoquímicas. Na sua atividade de execução de projetos, instalação e supervisão de sistemas de automação, são bastante empregadas tecnologias como controladores lógicos, sensores, transdutores, redes industriais, controles de temperatura, pressão, vazão, atuadores eletropneumáticos, sistemas supervisórios, entre outras.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS