Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 4 de setembro de 2017

    Justiça em Números destaca produtividade dos magistrados de MS

    © Reprodução
    O Conselho Nacional de Justiça divulgou na tarde desta segunda-feira (4), em Brasília, o relatório Justiça em Números 2017 – ano base 2016. A 13ª edição do anuário estatístico do Poder Judiciário destacou mais uma vez a produtividade dos desembargadores e juízes sul-mato-grossenses, que obtiveram o maior índice de produtividade dentre os 12 tribunais de pequeno porte do país, com 1.597 processos julgados no ano em média por magistrado.

    A eficiência dos desembargadores do Tribunal de Justiça também pode ser aferida pelo percentual atingido no Índice de Produtividade Comparada da Justiça (IPC-Jus), com 96%, primeiro lugar entre os tribunais de pequeno porte e terceiro melhor percentual em 2º Grau dentre todos os tribunais de justiça o país, empatado com o TJRJ.

    Nesta edição do relatório Justiça em Números, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul apresentou números de destaque em diversos aspectos pesquisados. Confira:

    - Taxa de Congestionamento: Com 37% em 2º Grau, o TJMS teve a menor taxa de congestionamento da Justiça Estadual dentre os tribunais de pequeno porte e a segunda menor dentre todos os tribunais de justiça.

    - Processos Eletrônicos: O Tribunal de Justiça de MS é um dos quatro tribunais de justiça do país que possuem 100% dos novos processos no formato eletrônico, juntamente com o TJTO, TJAL e TJAM.

    - Índice de Produtividade dos Magistrados (IPM): Os juízes de 1º Grau apresentaram o número de 1.712 processos julgados, em média, 1º lugar entre os tribunais de pequeno porte e 7º no geral. Nas fases de execução e conhecimento, os magistrados ficaram em 2º lugar dentre os tribunais de mesmo porte.

    - Índice de Produtividade dos Servidores (IPS-Jud): Os servidores da área judiciária do Tribunal tiveram a maior produtividade dentre os tribunais de pequeno porte e quinto maior de toda a Justiça Estadual.

    - Conciliação: Em 1º Grau, o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul alcançou o índice de 21,5% na fase de conhecimento, 2º lugar dentre os tribunais de pequeno porte e 4º dentre todos os tribunais de justiça do país.

    Justiça em Números – Uma das principais publicações anuais sobre o funcionamento do Judiciário brasileiro, o relatório Justiça em Números inclui os principais indicadores da Justiça no que diz respeito à sua estrutura, orçamento e litigiosidade. Número de processos novos, baixados e julgados, gastos com recursos humanos, receita, quantidade de magistrados e servidores são apenas alguns dos dados que fazem parte da pesquisa, que contém ainda informações detalhadas por ramo de Justiça, por tribunal e por instância.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS