Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    29/09/2017

    IBGE: aumento no rebanho bovino garante potencial econômico de MS

    De 2015 para 2016 o número de animais aumentou 2%

    © Divulgação
    Dados da Pecuária Municipal 2016 publicados, recentemente, pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística mantém Mato Grosso do Sul no 4º lugar do ranking nacional do número de bovinos, com 21,8 milhões de animais, perdendo apenas para Mato Grosso, Minas Gerais e Goiás.

    Segundo as informações oficiais em relação a 2015, quando foram registradas 21,3 cabeças de gado, houve um salto de 2% no patamar produtivo, enquanto que a média nacional o acréscimo foi de 1,4%, comparando o mesmo período.

    Assim como o último levantamento de 2015, no ano passado dois municípios de MS se destacaram entre os três maiores produtores: Corumbá, com 1,82 milhão de animais, e Ribas do Rio Pardo, onde foram registradas 1,15 milhão de cabeças, 2º e 3º lugares respectivamente. No topo deste ranking está São Félix do Xingu, no estado do Pará, com um rebanho líder de 2,2 milhões de bovinos.

    Dentre os fatores que podem contribuir para esse crescimento está a busca pelo aumento da produtividade em Mato Grosso do Sul. "Ainda que 2016 tenha sido um ano com redução no número de abates em relação ao ano anterior, por questões de mercado e até mesmo climáticas, tivemos o aumento da produtividade o que mantém o potencial econômico do estado”, frisa a analista de Economia do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Eliamar Oliveira. 

    Fonte: Assessoria de Comunicação Sistema Famasul – Rodrigo Corrêa


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS