Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 20 de setembro de 2017

    Filha que encontrou idoso morto é a principal suspeita de cometer o crime

    Ela tinha dito que o pai tinha problemas de saúde, mas laudo médico confirmou que o idoso morreu por causa de uma facada

    © Ilustração
    O site Campo Grande News noticiou há dois dias que o idoso Adão Luis de Souza Xavier, 61, foi encontrado morto pela filha e pelo genro, em frente ao barraco onde morava. O caso tinha sido registrado como morte a esclarecer, porém, a própria filha está sendo investigada como suspeita de matar o idoso. O crime aconteceu na noite de domingo (17), em Rio Brilhante, distante 163 km de Campo Grande.

    Exames de necropsia realizados no IML (Instituto Medico Legal) de Dourados confirmaram que Adão foi vítima de homicídio. O médico legista aponta no laudo como causa da morte, hemorragia interna por esfaqueamento. Um golpe provavelmente de punhal atingiu a região das nádegas da vítima que morreu por hemorragia interna.

    Segundo informações do site Rio Brilhante em Tempo Real, familiares de Adão que velavam o corpo na segunda-feira (18), contaram que a filha dele, que não teve o nome divulgado e o marido dela, estiveram na capela durante à tarde, mas quando o resultado do laudo chegou até a família, a polícia foi acionada e os dois fugiram em uma bicicleta.

    Conforme uma irmã da vítima, os dois permaneceram sentados em uma calçada do lado de fora do velório e saíram assim que foram questionados pela família do que teria acontecido com o idoso.

    Policiais realizaram buscas ao casal que não foi localizado. De acordo com a polícia, o caso ainda está sendo investigado, embora o casal tenha fugido durante o velório, é cedo para afirmar que eles tenham participação no crime.

    O caso foi registrado como morte a esclarecer, mas agora com o resultado do exame do IML, o fato será tratado com homicídio.

    No local onde o idoso foi encontrado morto, enquanto os levantamentos eram feitos, a filha e o genro que estavam em visível estado de embriaguez, se mostraram surpresos quando foram informados pela polícia e a perícia de que foi constatada uma perfuração de faca no corpo da vítima. Em defesa, o casal contou que foi catar latinhas e quando retornou para o barraco onde o pai morava, encontrou o idoso caído no quintal.

    A filha disse ainda que pediu ajuda aos vizinhos para colocar Adão na cama, onde acabou morrendo. Para justificar as manchas de sangue no quintal e na cozinha o casal disse que a vítima sofria de problemas de saúde.

    Fonte: campograndenews
    Por: Renata Volpe Haddad


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS