Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 5 de setembro de 2017

    Deputado Eduardo Rocha e Ângelo Guerreiro conseguem construção da sede da defensoria em Três Lagoas

    Obra é no valor de aproximadamente R$ 3 milhões

    © Divulgação
    Com o intuito de construir um prédio da defensoria pública em Três Lagoas, para assim atender melhor a população da terceira maior cidade de Mato Grosso do Sul e região, o deputado estadual Eduardo Rocha se reuniu nesta manhã de terça-feira (5), com o prefeito da cidade Ângelo Guerreiro e o defensor público-geral, Luciano Montalli.

    Eles se reuniram para falar do projeto no gabinete de Montalli. O que falta no momento é apenas o terreno, já que o valor de investimento, na ordem de R$ 3 milhões, já está disponível com o órgão, por meio do fundo da defensoria.

    O prefeito ficou de verificar a possibilidade de doar uma área da cidade para assim dar início à construção. O defensor geral relatou que obtendo esta resposta, darão início de imediato na obra, que segundo ele, será no começo de 2018, com possibilidade de ocorrer ainda em neste ano.

    "Este seria o primeiro prédio próprio da defensoria, primeiro construído pelo órgão, em parceria com o município e a Assembleia Legislativa, através do Eduardo Rocha. Com esta obra será possível darmos dignidade à população de Três Lagoas, sendo todos bem atendidos em um espaço amplo e digno para quem trabalha e que utiliza os serviços", disse Montalli.

    Atualmente, de acordo com o defensor geral, a defensoria pública ocupa o prédio antigo do fórum. "Este por sua vez já está deteriorado, degradado e não oferece um espaço adequado". Com relação ao valor a ser utilizado na obra, Montalli disse que é de fato em torno dos R$ 3 milhões e que somente falta o local para iniciar a construção.

    "O que falta é o terreno. Temos a possibilidade de construir na frente do Fórum antigo, mas temos que, para isso, destruir um arquivo que tem no Tribunal de Justiça e demolir o antigo prédio, o que gera um custo de mais R$ 400 mil. Isso que estamos dependendo da prefeitura, na pessoa do prefeito Angelo Guerreiro", destacou o defensor. A previsão é que, após iniciada, a obra fique pronta em um prazo de um ano.

    Para Rocha, que intermediou a parceria entre a prefeitura e a defensoria, objetivando melhorias para a cidade, esta obra é de grande importância para a cidade e irá melhorar consideravelmente os atendimentos para a população e trabalho dos defensores.

    Também participaram da reunião, a corregedora-geral Salete de Fátima do Nascimento, o assessor para assuntos institucionais Renato Rodrigues dos Santos, o coordenador de execução de Projetos e Convênios Paulo Henrique Paixão, assim como o arquiteto Breno Nabhan Benetti, do departamento de Arquitetura e Engenharia, a engenheira Bruna Ortega Castro e a chefe de gabinete do parlamentar, Madiane Camargo.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS