Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 5 de setembro de 2017

    Deputado Dr. Paulo Siufi promete lutar pela manutenção da Psiquiatria da Santa Casa

    © Divulgação
    Durante a sessão plenária desta terça-feira, 5, o deputado Dr. Paulo Siufi chamou a atenção para o fechamento dos leitos e dos serviços de psiquiatria da Santa Casa de Campo Grande. Contando com dez leitos psiquiátricos para atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o atendimento manicomial pode ser encerrado na entidade.

    Dr. Paulo Siufi posicionou-se contrário ao fechamento da ala psiquiátrica, pois a Santa Casa é responsável pelo atendimento dos doentes mentais não só de Campo Grande, como de todo o Estado. “O serviço de psiquiatria de Santa Casa é secular. Sempre existiu e atendeu bem aqueles que mais necessitam. Hoje cada vez mais o número de casos psiquiátricos tem aumentado. E nós não entendemos o porquê desse fechamento”, indignou-se o deputado.

    Com relação à alegação da Diretoria da instituição em afirmar que o valor repassado pela Prefeitura está bem abaixo do custo mensal, Dr. Paulo Siufi lembra que a entidade é beneficente. “A razão da existência dela sempre foi atender àqueles que mais precisam. Por ser beneficente, recebe repasses financeiros públicos, como do Governo do Estado, da Prefeitura de Campo Grande e do governo federal. Por isso muito me estranha dizerem que vão fechar o serviço porque dá prejuízo”, indagou. Para ele, a Santa Casa não pode deixar de atender porque, por seu caráter beneficente, a entidade não deve visar o lucro.

    Se os dez leitos psiquiátricos forem fechados, Mato Grosso do Sul terá apenas 42 outros leitos para internação psiquiátrica. “Essa é uma situação que me preocupa muito. Além dos pacientes que são os mais prejudicados, como ficam os médicos e os residentes? Deveria haver um pouco mais de responsabilidade por parte da Diretoria, e penso que nós vamos chegar a um entendimento”, declarou o parlamentar.

    O deputado Dr. Paulo Siufi informou que irá solicitar uma audiência pública para discutir o assunto com a presença dos setores envolvidos. E já na próxima sessão usará a tribuna para expor a situação da Santa Casa e esclarecer os outros parlamentares e a população.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS