Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 5 de setembro de 2017

    Centro Internacional de Negócios do Sistema Fiems vai participar do Foro Maquila 2017

    © Divulgação
    O superintendente do IEL, José Fernando do Amaral, que é o responsável pela operacionalização do CIN (Centro Internacional de Negócios) do Sistema Fiems, participa, nesta quarta-feira (06/09), da 3ª edição do Foro Maquila, em Assunção, capital do Paraguai. Na programação do evento estão previstas participações do ministro da Indústria e Comércio do Paraguai, Gustavo Leite, e da presidente da Cemap (Câmara de Empresas Maquiladoras do Paraguai), Carina Daher.

    “É importante participar deste evento onde serão discutidas todas as diretrizes e normas da Lei de Maquila, o que vai ao encontro do programa da Fiems, Indústria Sem Fronteiras. Como dirigente do IEL, ao qual o CIN faz parte, considero essencial a nossa presença no fórum e espero fazer contatos produtivos para que o CIN possa contribuir com as empresas sul-mato-grossenses interessadas em fazer negócios no país vizinho”, comentou José Fernando do Amaral, informando que na quinta-feira (07/09) participará de visitas técnicas às empresas paraguaias.

    O cronograma do Foro Maquila 2017 também conta com palestras técnicas, com temas como orientações jurídicas sobre a Lei de Maquila, regras de origem, crédito fiscal, acesso a novos mercados. O evento ainda inclui a participação de prefeitos dos municípios paraguaios de Assunção, Ayolas, M.R Alonso, Villa Hayes e Villeta, que vão apresentar aos empresários participantes as vantagens e benefícios de instalar um empreendimento por meio da Lei de Maquila.

    O objetivo do Indústria Sem Fronteiras é fomentar a industrialização na faixa de fronteira entre Mato Grosso do Sul e o Paraguai, fornecendo informações ao empresário sobre as vantagens competitivas de implantar um empreendimento na região por meio dos mecanismos do Programa Fomentar Fronteiras, criado por meio do Decreto nº 14.090/2014, e da chamada Lei de Maquila, do Governo do Paraguai, que preveem a isenção de impostos.


    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS