Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 28 de agosto de 2017

    TRÊS LAGOAS| Prefeitura compra mais de 83% da produção dos agricultores familiares do município

    Somente nesse ano, foram empenhados mais de R$ 2 milhões para a compra de produtos fornecidos pelos agricultores

    © Divulgação
    Valorizar a agricultura familiar é um processo necessário e sério, principalmente porque a Legislação exige que o ente público municipal compre, pelo menos, 30% da produção dos pequenos agricultores. Porém, a Prefeitura de Três Lagoas, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), vai além, comprando mais de 83% dessa produção, algo que permite mais rentabilidade para essas famílias e qualidade no que é servido nas escolas da Rede Municipal de Ensino (REME).

    © Divulgação
    Conforme levantamento feito pela Secretaria Municipal de Finanças, Receita e Controle (SEFIRC), neste ano foram empenhados, por meio de PNAE, R$ 2.120.565,20, sendo que, até o mês de agosto, foram pagos R$ 883.265,34 na aquisição de produtos agrícolas para a merenda escolar, desse total, R$ 741.249,21 foram repassados à agricultura familiar de Três Lagoas, ou seja, uma injeção de mais de R$ 92.650,00 ao mês.
    © Divulgação
    Segundo Cassiano Rojas Maia, secretário da pasta, “o pagamento é feito mensalmente e sem nenhum atraso. Além disso, contamos hoje com 19 fornecedores de produtos agrícolas, desses, 13 são agricultores familiares, o que mostra o compromisso da Administração em valorizar essas famílias que tiram o seu sustento da terra”, comenta.

    “Nós temos que valorizar o que é produzido aqui mesmo e, porque não, valorizar os agricultores familiares do Cinturão Verde, Assentamento Vinte de Março e tantos outros que fornecem produtos de qualidade e orgânicos? E tem mais, além de dar espaço a essas famílias, melhora consideravelmente o que é servido aos alunos da REME”, comenta Angelo Guerreiro, prefeito de Três Lagoas.

    Para a secretária municipal de Educação e Cultura, Maria Célia Medeiros, a compra de produtos desses agricultores é um grande ganho para o município e alunos atendidos pela REME. “Para o Município, pois pagamos um preço justo por um produto de qualidade, sem atrasos no fornecimento e, para os alunos, pois podem desfrutar de um alimento mais saudável na merenda escolar, ainda mais sabendo que muitas crianças tem esse alimento como a refeição principal do dia”, comenta.
    © Divulgação

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS