Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 1 de agosto de 2017

    Semáforos começam a ser instalados na rotatória da Via Park

    Trecho está passando por obras de recapeamento

    Obras para 'desafogar' rotatória ficarão prontas © Divulgação
    Os semáforos que vão funcionar na rotatória das Avenidas Mato Grosso e Nelly Martins começaram hoje a serem instalados. Serão oito equipamentos no ponto. A obra ainda prevê sistema de irrigação projetado para a rotatória da Via Park, como é conhecido o trecho em Campo Grande.

    A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos planeja executar nesta semana o recapeamento do trecho da Mato Grosso, onde houve redução do canteiro central e da própria rotatória, entre as Ruas Antonio Teodorowick e Ingazeiro. Só então será feita toda a sinalização para delimitar as pistas, além das faixas de pedestre.

    O trabalho de instalação dos semáforos, inclusive os controladores de tempo, deve ser concluído até o próximo dia 10, seis dias antes da inauguração das obras de reordenamento viário.

    Sistema de semáforos instalados funcionarão de forma sincronizada para garantir maior fluidez ao trânsito, conforme o diretor-geral da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Janine Bruno.

    FUNCIONAMENTO

    O tempo de funcionamento do verde e do vermelho será regulado conforme o fluxo pela manhã (maior em direção ao Parque dos Poderes) e a tarde (do Parque dos Poderes para o centro da cidade).

    “Mesmo ainda sem o projeto estar concluído, só a abertura de uma pista no acesso e dentro da rotatória já melhorou de forma significativa o trânsito nos horários de pico”, avalia o diretor da Agetran.

    A expectativa dos técnicos é de que com os semáforos funcionando e feita a sinalização, os motoristas passem a usar a terceira pista, na qual eles ainda relutam em trafegar. O reordenamento também vai permitir que os pedestres tenham uma travessia mais segura.

    Antes da intervenção, atravessar o trecho em horários de pico demorava, em média, 14 minutos. A Prefeitura da Capital estima que esse tempo deve ser reduzido para cinco minutos. A via dá acesso ao bairro Carandá Bosque e também ao Parque dos Poderes.

    Conforme técnicos da Agetran, o fluxo diário no trecho é de 18.320 veículos indo para o centro da cidade e 17.990 veículos em direção ao Parque dos Poderes.

    O investimento na obra inicialmente estava previsto para ser de R$ 1,6 milhão, viabilizados pelo governo do Estado, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS). Em 2 de março houve aditivo de mais R$ 1,6 milhão.

    Fonte: CE
    Por MARIANE CHIANEZI *Colaborou Rodolfo César.



    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS