Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 15 de agosto de 2017

    PF cumpre mandados em desdobramento da Lava Jato no Rio

    Rodrigo Bethlem, ex-secretário municipal do Rio no governo de Eduardo Paes e ex-deputado federal, é o alvo

    © Reuters
    APolícia Federal está nas ruas do Rio de Janeiro para cumprir mandados da Operação Ponto Final, um desdobramento da Lava Jato. A ação tem dois mandados de busca e apreensão em endereços ligados a Rodrigo Bethlem, ex-secretário municipal do Rio no governo de Eduardo Paes e ex-deputado federal.

    Segundo informa o G1, o alvo é um endereço no condomínio Península, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

    O Ministério Público Federal investiga mensagens encontradas nos celulares de presos da operação Ponto Final, que apura desvios no setor de transportes. Segundo as conversas, Rodrigo Bethlem seria intermediário em um esquema criminoso ligado a Prefeitura do Rio. A troca de mensagens também revela que Bethlem teria dito que o esquema criminoso teria continuidade na gestão do atual prefeito, Marcelo Crivella.

    As denúncias do MPRJ indicam que Bethlem desviou recursos públicos por meio de ONGs, na gestão de Eduardo Paes (PMDB).

    "Há indícios da existência de suposto esquema de corrupção que teria causado prejuízo ao erário da ordem de R$ 60.000.000,00 (sessenta milhões de reais) em decorrência de irregularidades praticadas, a princípio, por meio de uma única Secretaria Municipal", diz o texto.

    A Justiça do Rio já havia decretado, em junho, o bloqueio de bens do ex-secretário de Assistência Social do Rio Rodrigo Bethlem (PMDB).

    Bethlem é réu em três ações envolvendo ONGs e contratos superfaturados. O MPRJ também ajuizou duas ações civis públicas contra Bethlem e contra Carmelo de Luca Neto e José Mantuano de Luca filho, sócios da empresa Comercial Milano Brasil Ltda. Os dois são suspeitos de se beneficiarem de convênios firmados com a Secretaria Municipal de Assistência Social do Rio de Janeiro.

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS