Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 15 de agosto de 2017

    Paulo Corrêa apresenta projeto que suspende o desmatamento no Parque dos Poderes

    © Divulgação
    Membro da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Paulo Corrêa apresentou hoje (15) um Projeto de Lei que suspende por tempo indeterminado a supressão vegetal, por qualquer finalidade, no do Parque dos Poderes.

    O parlamentar pediu regime de urgência na tramitação do projeto e justificou que a medida é necessária para controlar a degradação da reserva até que o poder executivo faça estudos e elabore um Plano Diretor de ocupação, conservação e preservação da área.

    “O Parque dos Poderes foi projetado pelo ex-governador Pedro Pedrossian para a instalação dos poderes, mas o que estamos vendo é que os poderes estão fazendo ampliações, sem a preocupação ambiental e desmatando uma reserva que estamos tentando preservar. Por isso, é necessária a criação de um plano diretor, pelo Poder Executivo, para que possamos aprovar e a partir daí, apresentar um estudo de impacto ambiental, para evitar o fim dessa área tão importante que é o pulmão de Campo Grande”, defendeu.

    Com área total de 285 hectares, a reserva ecológica do Parque dos Poderes foi criada em 1980, pelo então governador Pedro Pedrossian, com o objetivo de ser a sede administrativa dos poderes estaduais, mas também uma área de preservação ambiental.

    Nos últimos, com a ampliação de alguns prédios e criação de projetos para construção de novas obras, a reserva tornou-se ameaçada.

    Um dos defensores da preservação do Parque dos Poderes, Paulo Corrêa disse hoje que a proibição por tempo indeterminado do desmatamento no local é uma medida protetiva e visa prevenir novos danos.

    O projeto de lei recebeu a assinatura dos 18 deputados presentes na sessão.


    Fonte: ASSECOM
    Por: EDILENE BORGES


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS