Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    17/08/2017

    Neymar, Marcelo e Tite são indicados aos melhores do mundo da Fifa

    Fifa divulgou os concorrentes nas quatro principais categorias; veja abaixo

    Neymar, Marcelo e Tite são indicados aos melhores do mundo da Fifa © Getty Images
    Neymar, Marcelo e Tite serão os representantes do Brasil no prêmio de melhores do mundo na temporada oferecido pela Fifa anualmente. Nesta quinta-feira (17), a entidade divulgou os concorrentes nas quatro principais categorias, sendo que o atacante agora do PSG e o lateral do Real Madrid estão entre os 24 melhores jogadores do mundo, e o comandante da seleção entre os 12 técnicos. Com Marta de fora da relação, o Brasil não terá representantes nas premiações femininas.

    As listas foram definidas após indicação de um painel composto por personalidades do futebol, entre eles o brasileiro Cafu e o argentino Maradona. Foi levado em conta o desempenho entre os dias 20 de novembro de 2016 e 2 de julho de 2017, adequando assim o prêmio à temporada europeia.

    Os vencedores dos prêmios serão definidos em um processo com votação de quatro grupos diferentes: treinadores da seleção nacional, capitães, mídia especializada e fãs. A votação na internet começará no dia 21 de agosto.

    A lista com os três finalistas de cada categoria será anunciada em setembro. Os vencedores serão conhecidos na tradicional cerimônia em janeiro de 2018.

    24 MELHORES

    Antes rivais na Espanha, Neymar e Marcelo são os únicos representantes do Brasil na lista de 24 jogadores anunciada pela Fifa. Enquanto o lateral teve papel de destaque nas conquistas do Real Madrid na Liga dos Campeões e Espanhol, o atacante teve uma boa temporada pelo Barcelona, apesar de ter conquistado apenas a Copa do Rei na última temporada.

    Como já era esperado, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, que polarizam o prêmio desde 2008, também aparecem na lista.

    TITE

    Tite ganha a indicação depois de ter assumido a seleção brasileira na metade de 2016. Ganhou em sequência nove partidas consecutivas -oito delas pelas Eliminatórias- até perder a invencibilidade em amistoso contra a Argentina em junho. Na sequência, a seleção ganhou da Austrália para aumentar o retrospecto para 10 vitórias e uma derrota desde que o treinador assumiu o cargo. O Brasil foi a primeira seleção a garantir vaga na Copa do Mundo via Eliminatórias.

    Para o prêmio de melhor pela Fifa, Tite terá como principal concorrente Zinedine Zidane, técnico que foi campeão da Liga dos Campeões e do Campeonato Espanhol pelo Real Madrid. No ano passado, o treinador merengue, apesar de favorito, acabou surpreendido por Claudio Ranieri, que conquistou o título inglês pelo Leicester City na temporada 2015/2016. Sem clube desde o começo do ano,

    Ranieri ficou de fora da lista apresentada nesta quinta-feira.

    Apesar de não ter conquistado nenhum título pelo Manchester City, Pep Guardiola também foi indicado, assim como José Mourinho, campeão da Liga Europa com o Manchester United. Luis Enrique, que deixou recentemente o Barcelona, também foi lembrado.

    Além de Tite, apenas mais um treinador de seleção nacional foi lembrado: Joachim Low, da Alemanha. Já os argentinos Diego Simeone (Atlético de Madri) e Mauricio Pochettino (Tottenham) reforçam a presença de sul-americanos nas indicações.

    JOGADORES

    Alexis Sanchez (CHI-Arsenal)

    Aubameyang (GAB- Borussia Dortmund)

    Bonucci (ITA-Juventus)

    Buffon (ITA-Juventus)

    Cristiano Ronaldo (POR-Real Madrid)

    Dani Carvajal (ESP-Real Madrid)

    Dybala (ARG-Juventus)

    Griezmann (FRA-Atlético de Madri)

    Hazard (BEL-Chelsea)

    Harry Kane (ING-Tottenham)

    Ibrahimovic (SUE-sem clube)

    Iniesta (ESP-Barcelona)

    Kante (FRA-Chelsea)

    Kroos (ALE-Real Madrid)

    Lewandowski (POL-Bayern de Munique)

    Luis Suárez (URU-Barcelona)

    Marcelo (BRA-Real Madrid)

    Messi (ARG-Barcelona)

    Modric (CRO-Real Madrid)

    Navas (CRC-Real Madrid)

    Neuer (ALE-Bayern de Munique)

    Neymar (BRA-Paris Saint-Germain)

    Sergio Ramos (ESP-Real Madrid)

    Vidal (CHI-Bayern de Munique)

    JOGADORAS

    Lucy Bronze (ING) - Manchester City

    Deyna Castellanos (VEN) - Santa Clarita Blue Heat

    Pernille Harder (DIN) - Linkopings / VfL Wolfsburg

    Sam Kerr (AUS) - Perth Glory / Sky Blue FC

    Carli Lloyd (USA) - Houston Dash/Manchester City

    Dzsenifer Marozsan (ALE) - Lyon

    Lieke Martens (HOL) - Barcelona

    Vivianne Miedema (HOL) - Arsenal

    Wendie Renard (FRA) - Lyon

    Jodie Taylor (ING) - Arsenal

    TÉCNICOS

    Massimiliano Allegri (ITA) - Juventus

    Carlo Ancelotti (ITA) - Bayern de Munique

    Antonio Conte (ITA) - Chelsea

    Luis Enrique (ESP) - Barcelona

    Pep Guardiola (ESP) - Manchester City

    Leonardo Jardim (POR) - Monaco

    Joachim Low (ALE) - seleção alemã

    Jose Mourinho (POR) - Manchester United

    Mauricio Pochettino (ARG) Tottenham Hotspur

    Diego Simeone (ARG) Atlético Madrid

    Tite (BRA) - seleção brasileira

    Zinedine Zidane (FRA) - Real Madrid

    TÉCNICAS

    Olivier Echouafni (FRA) - seleção francesa

    Emma Hayes (ING) - Chelsea

    Ralf Kellermann (ALE) Wolfsburg

    Xavi Llorens (ESP) - Barcelona

    Nils Nielsen (DIN) - seleção dinamarquesa

    Florence Omagbemi (NGR) - seleção nigeriana

    Gerard Precheur (FRA) - Lyon

    Dominik Thalhammer (AUT) - seleção austríaca

    Sarina Wiegman (HOL) - seleção holandesa

    Hwang Yong-Bong - seleção norte-coreana. 


    Fonte: NAOM - Com informações da Folhapress.


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS