Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 17 de agosto de 2017

    MP na TV é lançado na TVE com destaque para institucionalização entre poderes

    Também compareceram ao auditório da TV Educativa os promotores de justiça substitutos aprovados em concurso e recentemente empossados no Ministério Público Estadual
    Além da parceria entre a Fertel e o MPE para a realização do programa da instituição, a solenidade marcou a assinatura de outro convênio, entre a emissora e a Assembleia Legislativa. Essa nova parceria permitirá a transmissão, pelo canal público aberto, dos programas e informativos produzidos pelo legislativo estadual

    O Programa MPE na TV foi lançado nesta quinta-feira (17) no auditório Ueze Zarhan da TV Educativa, no Parque dos Poderes, em Campo Grande. O evento contou com a presença do Procurador-Geral de Justiça do MPMS, Paulo Passos, do Diretor-Presidente da Fertel (Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de MS), jornalista Bosco Martins, do Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Júnior Mochi, e da Procuradora de Justiça do MPMS, Ariadne Cantu.
    Procurador-Geral de Justiça do MPMS, Paulo Passos
    Na ocasião o Procurador-Geral do MPE ressaltou a importância da instituição ter um programa em uma TV pública aberta. “A ideia é informar e aproximar a população dos serviços e atendimentos realizados pelo ministério público estadual”, afirmou Paulo Passos.
    Diretor-Presidente da Rádio e TV Educativa, jornalista Bosco Martins
    Em seu pronunciamento o Diretor-Presidente da Rádio e TV Educativa, jornalista Bosco Martins, destacou que a parceria com o MPE é mais uma iniciativa da emissora e tem por orientação do governador Reinaldo Azambuja a finalidade de agregar conteúdo, enriquecer a programação e fortalecer o vínculo com o telespectador e com as instituições que governam o estado. “Estamos no processo que marcará a digitalização das emissoras públicas, aumentando consideravelmente sua audiência e necessitamos de parceiros importantes como o MPE e a Assembleia Legislativa. A TV Educativa, como canal aberto, atingirá com a digitalização 80% da população de MS e necessitamos de programas que deem visibilidade a classe política e as instituições como o MPE na TV”, revelou o jornalista Bosco Martins.

    Além da parceria entre a Fertel e o MPE para a realização do programa da instituição, a solenidade marcou a assinatura de outro convênio, entre a emissora e a Assembleia Legislativa. Essa nova parceria permitirá a transmissão, pelo canal público aberto, dos programas e informativos produzidos pelo legislativo estadual.
    A parceria com uma emissora de canal aberto aumenta a divulgação parlamentar disse o deputado Júnior Mochi, presidente da ALMS
    “O Convênio entre a TVE e a Assembléia busca aumentar a transparência e o acesso da população aos trabalhos realizados pelos parlamentares. Temos um canal fechado de TV, mas a parceria com uma emissora de canal aberto deve aumentar a divulgação de nossa atuação”, ponderou o deputado Júnior Mochi.

    Também compareceram ao auditório da TV Educativa os promotores de justiça substitutos aprovados em concurso e recentemente empossados no Ministério Público Estadual. São eles: Adriano Barrozo da Silva, Anthony Allison Brandão Santos, Fabio Adalberto Cardoso de Morais, Felipe Almeida Marques, Gilberto Carlos Altheman Júnior, Gustavo Henrique Bertocco de Souza, Juliana Pellegrino Vieira, Lenize Martins Lunardi Pedreira, Mariana Rocha Rubini, Mariana Sleiman Castriani Quirino, Mateus Sleiman Castriani Quirino, Michel Maesano Mancuelho e Paulo Henrique Mendonça de Freitas, o procurador de Justiça Antônio Siufi Neto do Grupo Especial de Combate à Corrupção- GECOC com foco nos crimes relativos ao erário, entre outras autoridades.

    MPE na TV estréia dia 23/08. O programa será transmitido na TVE às quartas-feiras, às 19h, com reprise aos sábados, às 12h. A atração terá a produção e apresentação da jornalista Waléria Leite, em parceria com as equipes de comunicação do ministério público e da TV Educativa.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS