Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sábado, 19 de agosto de 2017

    Médico é acusado de abuso sexual por paciente durante consulta

    O suspeito foi encaminhado para a delegacia, negou e crime e, por falta de provas, foi liberado

    © Regis Duvignau/Reuters
    Um médico ginecologista é acusado por uma paciente de estuprá-la durante uma consulta em Montes Claros (MG). A suposta vítima, de 30 anos, que teria sido abusada sexualmente na manhã dessa sexta-feira (18), registrou um boletim de ocorrência na delegacia. O suspeito foi encaminhado à unidade policial para ser ouvido e, em seguida, foi liberado por não haver provas. A polícia abriu um inquérito para investigar o caso.

    A mulher e o médico, que não tiveram as identidades reveladas, foram levados para o Instituto Médico Legal (IML), relatou o G1. Após exames, foi constatado que a denunciante não tinha mantido relação sexual recente. No entanto, segundo a vítima, o homem começou a acariciá-la e, depois, fez sexo oral.

    Segundo ela, quando percebeu o abuso, pediu para ele parar, mas o médico não obedeceu o pedido da mulher e continuou realizando o ato contra a vontade da paciente. O suspeito negou o crime e afirmou que atende a jovem há cinco anos.

    O advogado de defesa do médico, Éder de Oliveira Martins Junior, afirmou que seu cliente foi vítima de "um grande mal entendido". Ele disse que o médico esclareceu os fatos, prestou depoimento e foi liberado "dada a fragilidade da situação e inocorrência do fato".

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS