Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    09/08/2017

    FIGUEIRÃO| Prefeito Rogério Rosalin aparece entre os 12 melhores do Estado

    Rogério Rosalin ao lado de Waldeli no anúncio do governador Reinaldo sobre abertura da licitação para o asfalto que liga Costa Rica a Figueirão © Divulgação
    O prefeito de Figueirão, Rogério Rosalin (PSDB), aparece em 12º lugar de acordo com pesquisa popular que avaliou todos os prefeitos do estado de MS.

    Na pesquisa do Ipems (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul), realizada entre 24 de julho e 3 agosto, 58,17% dos eleitores de Figueirão consideraram a administração de Rosalin como ótima ou boa.

    Se os 32,05% dos entrevistados que consideram a gestão de Rosalin regular, mas aprovam o trabalho dele no comando do município fossem somados, podemos dizer que ele tem 90,22% de aprovação.

    Veja abaixo a lista com as 30 cidades de MS onde os prefeitos tiveram as melhores avaliações.

    O Ipems entrevistou 1.528 pessoas em 48 cidades de Mato Grosso do Sul. Todos os participantes têm mais de 16 anos. 

    “O grau de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro é de 4,6% para mais ou para menos”, informou o instituto.

    Figueirão

    Com uma administração transparente e com modelo de gestão empresarial, Rosalin vem se destacando entre os prefeitos de MS e colocando Figueirão em evidência no estado.

    Recentemente, Rosalin conseguiu R$ 3 milhões com o governo do estado para obras de asfalto e drenagem em Figueirão e também para asfalto da rua principal do distrito de Santa Tereza, um sonho para esta comunidade. Já em Figueirão serão em torno de 5 mil metros de pavimentação, deixando o município quase 100% asfaltado.

    Rosalin acompanha de perto o andamento das obras e serviços no município,"não existe confiança sem conferência", disse o prefeito.

    Recentemente, o prefeito realizou um balanço das contas públicas nestes primeiros seis meses de administração e divulgou no site da prefeitura, a situação não é favarável.

    As contas estão no vermelho e como tem várias obras de infraestrutura a serem iniciadas e outras em andamento, a ordem agora é "diminuir os gastos" sejam eles onde for, "sempre trabalhei com transparência, não temos nada a esconder da população", disse Rosalin. 

    Veja abaixo o gráfico demonstrativo das receitas e despesas do município nestes primeiros seis meses de 2017.


    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS