Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 24 de agosto de 2017

    Eduardo Rocha questiona e CPI aprova requerimento para JBS informar situação de demais unidades de MS

    Isso por que três visitas já foram canceladas por confissão de erro da empresa

    © Divulgação
    Durante reunião desta quarta-feira (23), os integrantes da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Irregularidades Fiscais e Tributárias de Mato Grosso do Sul aprovaram requerimento para que a J&F informe a situação de todas as unidades do Estado. Fato foi questionado pelo deputado estadual Eduardo Rocha, vice-presidente da comissão.

    Isso por que estava prevista uma visita na unidade de Ponta Porã e nas duas de Campo Grande, mas na véspera que estas ocorressem, o advogado da empresa enviou oficio admitindo que não foram cumpridas as contraprestações acordada com o Governo Estadual nos TAREs (Termo de Ajustamento de Regime Especial).

    Após Rocha colocar em pauta o tema, pedindo que fosse já informado pela empresa qual a situação das demais unidades, foi apresentado o requerimento formalizando o mesmo e então aprovado por unanimidade.

    A ideia é que seja convocado o advogado José Wanderlei Bezerra Alves para que já informe essas informações para a CPI. "Já deixaram para nos enviar oficio na véspera das três últimas visitas. Acredito que ele já saiba como estão as demais unidades. Até por que já poderíamos nos organizar para as próximas etapas".

    Na ocasião, Rocha, líder do PMDB na Casa de Leis, insistiu no encontro dos membros da CPI com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. “Precisamos saber se dentro do acordo de leniência com a União e o Ministério Público Federal, que totaliza R$ 10,3 bilhões, se há uma parte destinada ao prejuízo dos Estados. Como já foram confirmados cerca de R$ 135 milhões que a JBS não cumpriu de acordo, quero garantir, dentro dos bilhões previstos no acordo de leniência, o ressarcimento do Estado", disse o parlamentar

    Também fazem parte da CPI, Paulo Correa (PR), que é presidente da comissão; Flavio Kayatt (PSDB), o relator da e Pedro Kemp (PT) e Paulo Siufi (PMDB), como demais membros.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS