Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    30/08/2017

    Dilma diz a Lula que não vai se candidatar a cargo político em 2018

    No processo de impeachment, ex-presidente não foi punida com a inabilitação para funções públicas

    © Reuters
    Em conversa com o ex-presidente Lula, a também ex-presidente Dilma Rousseff deixou claro que não pretende se candidatar a cargo político nas eleições do próximo ano, conforme informações da coluna Expresso, da Época.

    No dia 31 de agosto do ano passado, o plenário do Senado aprovou a saída dela da Presidência, por 61 votos favoráveis e 20 contrários.

    Ela foi afastada sob a acusação de ter cometido crimes de responsabilidade fiscal – as chamadas "pedaladas fiscais" no Plano Safra e os decretos que geraram gastos sem autorização do Congresso Nacional, mas não foi punida com a inabilitação para funções públicas.

    Com isso, ela poderá se candidatar para cargos eletivos e também exercer outras funções na administração pública.

    Aliás, no período em que o impeachment completa um ano, a ex-presidente usou suas redes sociais para lembrar do seu pronunciamento, no dia 29 de agosto de 2016, no Senado Federal.

    "Um ano de golpe, de destruição de direitos e de atentados à soberania nacional. Mas sempre na luta!", escreveu a petista, ao compartilhar um texto intitulado "Agosto de 2016, Dilma avisa do desastre".

    Além de denunciar o que chama de "golpe contra a democracia e a Constituição", o material destaca que Dilma advertiu, há um ano, que o que estava em jogo “era o futuro do País, a oportunidade e a esperança de avançar sempre mais”.

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS