Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 23 de agosto de 2017

    Deputado Dr. Paulo Siufi pede vistas a projeto que trata do uso de celulares em UTIs neonatais

    © Victor Chileno
    O deputado estadual Dr. Paulo Siufi pediu vistas ao Projeto de Lei 30/17, que dispõe sobre a utilização de aparelho celular em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) neonatais em todo o Estado do Mato Grosso do Sul. O PL seria votado hoje, 23, na Assembleia Legislativa.

    Em sua justificativa, o deputado Dr. Paulo Siufi, sugeriu que o uso de celular fosse proibido somente para os visitantes e acompanhantes, excluindo os médicos e enfermeiros dessa restrição. “O profissional não pode abandonar os pacientes de terapia intensiva, que são pacientes graves. Eles necessitam de cuidados intensivos. Por isso se chama UTI. Isso confronta o Código de Ética Médico”, apontou.

    Para o deputado, o projeto está cerceando o trabalho daqueles que ficam por doze horas de plantão dentro das UTIs, já que o celular hoje em dia tornou-se uma ferramenta de trabalho. “Nós recebemos resultados de exames. Dentro de uma UTI esses exames podem ser importantíssimos, como uma tomografia, ou uma radiografia, e se o médico receber esses resultados o quanto antes, sua conduta poderá salvar uma vida. É necessário que tenhamos bom-senso”.

    Ao final, o deputado Dr. Paulo Siufi relembrou a todos que fez um juramento médico quando se formou. “Eu não sou classista. Eu defendo a vida sob todos os aspectos. E por defender a vida, eu não posso admitir, como conhecedor de UTI neonatal que sou, que o profissional saia de lá para atender um celular e deixe o paciente sem assistência”, finalizou o deputado.

    O pedido de vistas do deputado Dr. Paulo Siufi adiou a votação para a próxima sessão, que será realizada amanhã, 24.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS