Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 8 de agosto de 2017

    Deputado Dr. Paulo Siufi cobra de Governo repasse de R$ 5 milhões à Santa Casa

    © Divulgação
    Na sessão parlamentar desta terça-feira, 8, o deputado estadual Dr. Paulo Siufi apresentou requerimento para ser encaminhado ao governador Reinaldo Azambuja solicitando, em caráter de urgência, que seja feito o repasse do valor de R$ 5 milhões para a Santa Casa de Campo Grande. A reivindicação foi feita pela Diretoria da Santa Casa durante a visita que o deputado Dr. Paulo Siufi fez à entidade na tarde de segunda-feira, 7.

    O repasse do Governo do Estado tem que ser feito à Prefeitura de Campo Grande para que ela encaminhe à Santa Casa. “Trata-se de um fator determinante para auxiliar a Santa Casa a sair do caos em que se encontra, porque hoje os funcionários cruzaram os braços por falta de pagamento do salário. Fiz o requerimento para que o Governo do Estado e a Secretaria de Estado de Saúde coloquem em dia aquilo que é devido à Santa Casa”, afirmou Dr. Paulo Siufi.

    A Diretoria da Santa Casa apresentou ainda uma dívida que o antigo prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, teria junto à entidade no valor de mais de R$ 20 milhões. “Temos que fazer auditoria nesse valor. Saber por que o prefeito anterior ficou devendo, por que não foi pago e por que não reivindicaram antes. E vou acompanhar de perto as negociações do novo contrato entre a Prefeitura e a entidade para que possa acabar de uma vez por todas com esse imbróglio”.

    Visita

    O deputado, que também é presidente da Comissão Permanente de Saúde da Assembleia Legislativa, verificou a situação da infraestrutura, da logística e dos pacientes do pronto socorro da Santa Casa e constatou que, pela primeira vez, não havia leitos nos corredores da pediatria.

    “Como médico, eu sei que os corredores não são os locais indicados para permanecerem pacientes. Existem as UPAs para atendimento intermediário e os centros de saúde que podem atender os pacientes primários e secundários. A Central de Regulação da Prefeitura, instalada na Santa Casa, está funcionando a todo vapor e está direcionando os pacientes para essas outras unidades para que só entrem na Santa Casa aqueles casos graves e gravíssimos”, explicou.

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS