Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 10 de agosto de 2017

    Deputada Tereza Cristina preside Audiência Pública sobre Agricultura de Precisão

    © Guilherme Martimon
    A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural na Câmara dos Deputados, promoveu nesta quinta (10), Audiência Pública para debater a Agricultura de Precisão – uma forma racional de produzir alimentos, com sustentabilidade e competitividade. Temas como conectividade no campo e a preparação da mão-de-obra foram debatidos por parlamentares e especialistas do setor de pesquisa e da produção rural do País.

    A audiência foi proposta pela vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputada federal Tereza Cristina (PSB-MS) e outros parlamentares ligados aos setor produtivo.

    Para Tereza Cristina a agricultura de precisão (AP) é uma nova forma de gestão ou gerenciamento da produção agrícola. Novas soluções técnicas de baixo custo, colheitas programáveis, índices de produtividade previsíveis e estoques administráveis e seguros, serão decisivos tanto para o agronegócio como manter os jovens no campo e garantir o sustento da agricultura família.

    TECNOLOGIA 

    O diretor da Associação Brasileira de Agricultura de Precisão (AsBraAP), José Molin apresentou o histórico da tecnologia no mundo desde das ações dispersas na Europa e EUA ao business agricultura digital e agricultura inteligente. Além das principais demandas da estruturação da agricultura brasileira desses novos paradigmas.

    Para o pesquisador da Embrapa Luis Bassoi "é necessário uma característica de componentes interligados mais amigáveis para o usuário pequeno, médio e grande nas lavouras. E que é fundamental a adaptação e desenvolvimento de ferramentas e procedimentos de AP adequados à condições brasileiras que possam contribuir para a sustentabilidade e competitividade da agropecuária" lembrou. 

    Participaram da audiência Presidente da Associação Brasileira de Agricultura de Precisão, José Paulo Molin. Pesquisador da Embrapa Instrumentação, Luís Henrique Bassoi. Representante da Associação Brasileira de Prestadores de Serviços em Agricultura de Precisão (ABPSAP); Presidente da Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão (CBAP), Márcio Albuquerque Moreira e Diretor Executivo de Tecnologia da Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), João Alfredo Saraiva Delgado.

    AGRICULTURA DE PRECISÃO

    A agricultura de precisão visa o gerenciamento das áreas agrícolas levando em conta sua variabilidade espacial e temporal. Para viabilizar e alavancar sua adoção com o nível de detalhamento requerido das informações, são demandas ferramentas de sensoriamento de propriedades do solo e das plantas, assim como técnicas de monitoramento dos cultivos. Em 1995 chegam ao Brasil os primeiros equipamentos – colhedoras com monitor de produtividade e GPS nos aviões agrícolas. O termo Agricultura de Precisão surgiu em 1990.


    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS