Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 10 de agosto de 2017

    COSTA RICA| Perícia criminal já é realidade no município; vereador Averaldo Barbosa comemora

    Averaldo Barbosa é um dos vereadores de Costa Rica que cobram o funcionamento do Núcleo de Perícias © Divulgação
    Inaugurado há três anos, finalmente o Núcleo Regional de Criminalística e Perícias de Costa Rica vai entrar em operação. O anúncio foi feito na semana passada pelo coordenador-geral adjunto de Perícias do Estado, José de Anchieta Souza Silva. O vereador Averaldo Barbosa da Costa (PMDB) comemorou a notícia e disse que se trata de mais um resultado positivo para a segurança pública do município, fruto das cobranças dos parlamentares costarriquenses e do prefeito Waldeli dos Santos Rosa (PR).

    Averaldo falou sobre o assunto durante a 24ª sessão legislativa ordinária de 2017, realizada na noite de segunda-feira (07). Ao fazer uso da tribuna, o vereador peemedebista ressaltou que a Câmara de Vereadores, em conjunto com o Executivo, cobrou incessantemente o governo do Estado nos últimos anos, solicitando a nomeação de servidores para o órgão de perícias em Costa Rica. Isso porque o prédio da entidade foi inaugurado em 2014, mas ainda faltava a contratação dos peritos e do médico legista, para que Núcleo pudesse funcionar efetivamente.

    “Quando ainda o delegado Jacini era o secretário de Justiça e Segurança (do Estado), fizemos essa reivindicação. Então, essa luta começou bem antes, ainda na época do Jacini. Foram muitas as nossas idas a Campo Grande”, pontuou o parlamentar, referindo-se ao trabalho de gestão dos vereadores costarriquenses e do prefeito Waldeli, junto às autoridades estaduais da segurança pública.

    Conforme Averaldo, na semana passada a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) confirmou que serão nomeados três peritos criminas e um perito papiloscopista, até setembro, para o Núcleo Regional de Criminalística e Perícias de Costa Rica. Consequentemente, o órgão começará a funcionar, fornecendo provas técnicas acerca de locais, materiais, objetos, instrumentos e pessoas, para a instrução de processos criminais, ou seja, vai realizar o trabalho da chamada “polícia científica”, que auxilia o Judiciário.

    Segundo explicou o vereador Averaldo, só falta agora a Sejusp contratar um médico legista para trabalhar no Núcleo de Perícias. “Nós vamos continuar cobrando a nomeação do médico legista, porque não é possível que quando um ente querido vem a óbito, falece às vezes de um acidente ou mesmo de um homicídio, tem que levar (o corpo) lá para Paranaíba (MS) ou Cassilândia (MS) e fica um dia, dois dias. Nós conseguimos uma parte, mas nós precisamos ter um médico legista aqui em Costa Rica. É uma demanda muito grande! Os vereadores não podem deixar de ir atrás, fazer uma, duas ou dez cobranças, e fazer as indicações”, defendeu o peemedebista

    Em sua fala na sessão legislativa da última segunda-feira, Averaldo também lembrou que a Sejusp atendeu uma indicação dele e o pedido do prefeito Waldeli, ao destinar para o município, recentemente, mais uma viatura para uso do Núcleo Regional de Perícias de Costa Rica.

    O ANÚNCIO DO FUNCIONAMENTO

    Na manhã de quinta-feira (03/08), o prefeito Waldeli recebeu em seu gabinete José de Anchieta, o coordenador-geral de Perícias em Mato Grosso do Sul, Nelson Firmino, o coordenador de Divisão, Rogério Pereira de Oliveira, e o chefe do Núcleo de Criminalística da Unidade Regional de Costa Rica, Cassildo Lacerda de Amorim.

    Na ocasião, José de Anchieta anunciou ao prefeito que o Núcleo de Perícias de Costa Rica vai entrar em funcionamento até setembro, para atender a cidade e os municípios de Alcinópolis-MS, Camapuã-MS, Chapadão do Sul-MS, Figueirão-MS e Paraíso das Águas-MS.

    MAIS UM FUNCIONÁRIO PARA AGRAER

    Na sessão plenária de segunda-feira, o vereador Averaldo Barbosta também apresentou um indicação endereçada ao diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (AGRAER), Enelvo Felini. Na indicação, o parlamentar costarriquense cobra a contratação de mais um funcionário para atender os produtores rurais na agência da AGRAER em Costa Rica.

    “Atualmente, a agência da Agraer em Costa Rica conta apenas com um funcionário para o atendimento diário dos produtores rurais, principalmente os pequenos produtores. Mesmo com a boa vontade do servidor, ele não consegue atender a demanda do município e alguns projetos demoram ou ficam inviáveis para serem executados, por falta de funcionário para atendimento na agência”, é o que justifica Averaldo em um trecho da indicação.


    Fonte: ASSECOM
    Por: Ademilson Lopes


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS