Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 18 de agosto de 2017

    Cármen Lúcia determina que tribunais divulguem salários de magistrados

    © Divulgação
    A ministra Carmen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), assinou nesta sexta (18) uma portaria que obriga os tribunais a divulgarem a folha de pagamento dos magistrados.

    Cármen Lúcia determinou que os tribunais enviem em dez dias úteis as informações relativas a 2017, de janeiro a agosto, "especificando os valores relativos a subsídio e eventuais verbas especiais de qualquer natureza e o título sob o qual foi realizado o pagamento".

    A partir de setembro os tribunais terão de enviar os documentos em até cinco dias após o pagamento aos magistrados.

    O CNJ vai reservar um espaço no site para publicar e atualizar essas informações.

    Já é obrigatório que os tribunais repassem informações sobre folha de pagamento ao CNJ, porém Cármen Lúcia quer informações detalhadas. Alguns tribunais hoje não informam o valor total pago, só os salários, sem os benefícios.

    O Conselho vai abrir um procedimento de correição especial no tribunal que desrespeite o prazo.

    No começo desta semana, Cármen Lúcia chamou o corregedor do CNJ, João Otávio de Noronha, para conversar sobre os salários nos tribunais.

    A questão entrou na pauta depois que veio à público que o presidente do TJ-MT (Tribunal de Justiça do Mato Grosso) autorizou pagamentos de cerca de meio milhão de reais a juízes.

    Por: Letícia Casado e Pablo Rodrigo, da Folhapress


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS