Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 28 de agosto de 2017

    ARTIGO| "Parabéns Campo Grande pelos seus 118 anos de história"

    Por: Pedro Chaves*
    Muito me orgulha ser filho de Campo Grande. Essa é uma cidade cosmopolita, pujante, bonita e excelente para se viver e trabalhar. Nasci no Bairro Vila Carvalho, em 1940, nas proximidades do encontro dos córregos Segredo e Prosa, local escolhido pelo fundador da cidade, Antonio Pereira, em 1872, para instalar sua imensa família e iniciar a construção de uma das mais importantes capitais do Brasil.

    Para dar continuidade ao trabalho iniciado por Antonio Pereira e outros pioneiros e pioneiras que fincaram raízes nesse solo sagrado, logo após a Guerra do Brasil contra o Paraguai, vieram gente de Minas Gerais, Goiás, de São Paulo, do Rio Grande do Sul, do Nordeste, do Paraguai, da Bolívia, de Portugal, da Espanha, da Armênia, da Turquia, da Síria, do Líbano, do Japão, da Itália, da Alemanha e de tantos outros países desse mundo de meu Deus. 

    Dados do Censo do IBGE de 2010 indicam que 3.532 estrangeiros escolheram Campo Grande para morar e trabalhar. De todos os estados do Brasil recebemos homens e mulheres. Em 2010 esse número era da ordem de 193.915 migrantes. Hoje a população da Cidade Morena é de 862.982 pessoas. 

    Como filho desta cidade, me anima saber que Campo Grande ocupa o quarto lugar em qualidade de vida entre 21 capitais do País, como atestou a pesquisa “Qualidade de vida nas cidades”, desenvolvida pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor. Não menos importante é o fato de a cidade ter conquistado IDHM da ordem de 0,784 muito superior à maioria das capitais brasileiras.

    Tenho profunda relação com Campo Grande. Acompanhei de perto sua construção. Brinquei pelas ruas da cidade quando não havia ainda asfalto ou edifícios imponentes. Tomei banho nas águas cristalinas dos córregos Prosa e Segredo e não perdia os famosos Footings, aos domingos, na Rua 14 de Julho. 

    Eu e minha família participamos ativamente da nova configuração educacional que o município passou a vivenciar, a partir da década de 1970, quando iniciamos as edificações da Mace, do Cesup e da Uniderp.

    Hoje, como senador da República, continuo empenhado no progresso da cidade. Tudo que se refere a Campo Grande me interessa. Já destinei verbas para as áreas esportiva, pavimentação e drenagem, saúde, e, recentemente, viabilizei a aprovação do empréstimo de US$ 56 milhões de dólares para revitalização do centro da cidade.

    Esses recursos já estão à disposição da prefeitura para iniciar o Programa “Reviva Centro Segunda Etapa”, que, entre outras coisas, urbanizará as ruas compreendidas entre a Avenida Mato Grosso e a Fernando Correia da Costa.

    Algumas dessas ruas terão suas calçadas ampliadas e as faixas de rolamento para automóveis reduzidas. Toda fiação será subterrânea. O projeto prevê vias mais iluminadas e seguras, com implantação de áreas de descanso, bancos, novas árvores e estruturas que garantam conforto aos pedestres e incremente o comércio em geral.

    Isso é só o começo. Com trabalho e determinação tenho condições de ajudar muito mais minha cidade. Meus parabéns Campo Grande pelo transcurso de mais um aniversário.

    * Senador da República


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS