Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    08/08/2017

    Alckmin e Meirelles podem se enfrentar em disputa presidencial

    Nome do tucano segue firme dentro do PSDB, enquanto o ministro da Fazenda ganha força no PMDB, que já defende abertamente a possibilidade

    © Wilson Dias/Agência Brasil
    Apesar das investidas de João Doria (PSDB-SP), prefeito de São Paulo, em uma agenda positiva por todo o Brasil, o governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), mantém-se no posto tucano como o nome mais factível para a disputa presidencial de 2018.

    Segundo informações da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, Alckmin, inclusive, já estaria se preparando para enfrentar o atual ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na corrida eleitoral.

    A perspectiva é de que Temer, acreditando na melhora da economia até o próximo ano, queira alguém que defenda o "legado" construído por ele. Neste sentido, o nome de Meirelles ganha força entre os aliados do presidente e já está sendo tratado abertamente dentro do PMDB.

    Confirmando-se o cenário, Alckmin e Meirelles disputariam os votos da centro-direita. O primeiro com PSDB, PSB, PV, PPS e PTB, e o segundo com PMDB, PSD, DEM e PRB. Eles ainda teriam de disputar partidos como PP e PR.

    Fontes próximas ao presidente da República também não acreditam em uma aliança entre PMDB e PSDB, apesar dos sinais de aproximação protagonizados por Temer e Doria, nos últimos dias.

    Embora existam afinidades em defesa da agenda de reformas, grande parte do PSDB segue propondo o desembarque do governo. Na votação da denúncia contra Temer, por corrupção passiva, na semana passada, os tucanos votaram em peso pela continuidade da investigação.

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS