Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 24 de julho de 2017

    Vereador Carlão afirma indignação com o caso do menino Kauan e destaca divulgação do DISQUE 100

    © Divulgação
    Na manhã dessa segunda-feira (24), o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), 1º secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Campo Grande, salientou sua indignação com o caso do desaparecimento e suposta morte do menino Kauan Andrade Soares dos Santos (9 anos), que conforme investigações teria sido assassinado brutalmente por um pedófilo e jogado no rio Anhanduí – Região Sul da Capital. Segundo confissão de um adolescente de 14 anos que teria participado do crime.

    Carlão é autor da Lei Complementar Nº 256/15 que “Determina a Fixação de Placa de Advertência Sobre a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em estabelecimentos que promovam eventos artísticos, hotéis, motéis, pensões, etc”. Co-autor da Lei Nº 5.444/15 que “Autoriza o Poder Executivo a Divulgar o Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, O DISQUE 100, Em Estabelecimentos Públicos de Campo Grande”.

    “Precisamos romper o silêncio e diante de qualquer suspeita ou sinal de alerta, ligar no DISQUE 100. Às vezes uma simples ligação pode salvar a vida crianças como o menino Kauan. Conscientizar e prevenir são sempre grandes estratégias contra esse tipo brutal de violência”, ponderou Carlão.

    O parlamentar ressaltou as crianças têm o direito a uma infância inocente. Por sua natureza, elas são amáveis e inocentes, e depositam toda a sua confiança nas pessoas adultas. Contudo, hoje em dia muitas delas são cada vez mais despojadas da sua verdadeira infância. São vitimas das forças do mercado e das pessoas que as exploram sexualmente. Todavia, as crianças representam a autentica esperança e o futuro da sociedade, e por isso devem ser salvaguardas e ajudadas em todos os aspectos.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Janaína Gaspar
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS